Conheça alguns cuidados para manter a pele saudável

Como cuidar da pele após o verão

Atualizado: Sexta-feira, 16 Março de 2012 as 10:01

O verão é realmente a estação que mais causa danos à pele por conta da exposição excessiva às radiações UV. Além das queimaduras que podem variar de leves a severas, a pele após o verão tende a ficar mais ressecada necessitando de um cuidado especial com hidratação. “Produtos que agem imitando a hidratação natural da pele são os mais cotados e princípios ativos como a uréia, o lactato de amônia e o ácido lático acabam tendo papel muito importante na manutenção de um bom teor de água na pele”, explica Juliana Piola, fisioterapeuta dermato-funcional.
Em virtude das radiações UV promoverem um aumento considerável da produção de radicais livres, a utilização de cosméticos que tenham em sua formulação ingredientes que agem como antioxidantes é fundamental. São exemplos desses tipos de ativos as vitaminas C e E, a Coenzima Q10, o ácido alfalipóico e minerais, como o selênio.
“Para as manchas que surgem após o verão, o ideal é o uso de produtos clareadores que tem como proposta inicial eliminar o excesso de pigmento e reduzir a formação deste pelas células da pele. A vitamina C age como clareadora leve, enquanto outros ativos como o arbutin e o ácido kójico agem de forma mais intensa na redução das indesejadas manchas de pele” diz a especialista.
Limpezas de pele e tratamentos com massagens faciais renovam a pele e promovem um melhor metabolismo dos tecidos. Acalmam áreas de inflamação, reduzem os indesejados cravinhos e deixam a pele mais bonita, firme e hidratada. “Máscaras faciais podem trazer benefícios enormes, uma vez que ajudam na hidratação, maciez, firmeza e bom metabolismo da pele. Peelings seriados também são boas pedidas, principalmente os de alfahidroxiácidos (AHAs), e os de lipohidroxiácidos (LHAs). Além de uma boa renovação da pele, os peelings ajudam a renovar o colágeno e a epiderme que foram agredidas pelo sol” explica.
Suplementos nutricionais ajudam na melhora da produção de elementos cutâneos favorecendo um colágeno mais firme e uma pele mais jovial. Além disso, quando estes suplementos são ricos em vitaminas, agem em conjunto com os cosméticos antioxidantes colaborando com a melhora da qualidade da pele agredida.
Tratamentos de regeneração da pele com lasers ou com luz pulsada oferecem resultados rápidos e significativos, promovendo prevenção e tratamento do envelhecimento cutâneo, assim como uma melhor importante da qualidade da pele.
“Uma das técnicas mais realizadas são os Peelings Químicos, que podem ser superficiais, médios e profundos. Os resultados são mais aparentes quanto mais profundos, assim como aumentam também os riscos e o desconforto durante o peeling e no pós-peeling. Bons resultados podem ser obtidos com vários peelings superficiais seriados, realizados a pequenos intervalos. A descamação subsequente costuma ser fina e não chega a atrapalhar o dia a dia, podendo a pessoa voltar à sua vida normal no dia seguinte. Os peelings superficiais melhoram a textura da pele, clareiam manchas e atenuam rugas finas, além de estimular a renovação do colágeno que dá melhor firmeza à pele. E o Peeling de Diamante que tem como função incentivar a renovação da pele, assessorar na remoção de cicatrizes, manchas de pigmentação e rugas finas restaurando a estrutura da pele. Ao contrário dos outros métodos utilizados em estética facial, o peeling de diamante é menos invasivo e causa menos danos em razão do tamanho dos cristais de diamante proporcionando, assim, um procedimento seguro e indolor eliminando a necessidade de anestesia. A remoção mecânica da camada superior da pele morta contribui não só para a melhoria da circulação sanguínea na pele e consequente aumento da taxa metabólica nos tecidos da pele, mas também estimula a formação dos elementos conectivos que estão presentes nas peles jovens como colágeno, elastina e ácido hialurônico, tornando a pele mais elástica, suave e fresca. O procedimento do peeling diamantado não requer qualquer tipo de recuperação permitindo que os pacientes retornem imediatamente para seu trabalho diário e atividades sociais” explica Juliana.
Vale lembrar que todos os tratamentos citados são procedimentos médicos e apenas profissionais estão habilitados para fazê-los, pois em mãos inábeis podem trazer resultados desastroso. Por isso, procure sempre um bom profissional.

veja também