Cuidado: dorso do pé, orelhas e couro cabeludo pedem filtro solar

Cuidado: dorso do pé, orelhas e couro cabeludo pedem filtro solar

Atualizado: Quarta-feira, 21 Dezembro de 2011 as 11:07

O medo de desenvolver doenças como o câncer de pele ou de provocar o envelhecimento precoce está levando cada vez mais pessoas a utilizar o protetor solar. No entanto, mesmo quem já adquiriu o hábito de se proteger contra os efeitos nocivos do sol pode se esquecer de áreas como orelhas, dorso dos pés e couro cabeludo, que também sofrem com a ação dos raios solares e, muitas vezes, exigem proteção além do filtro solar.

A melhor forma de se prevenir do surgimento de lesões no couro cabeludo causadas pelo sol, por exemplo, é utilizando tecidos especiais com FPS 100. “Chapéus e bonés feitos de tecidos naturais como o algodão, filtram apenas 30% dos raios solares, o que é muito pouco. Mas, hoje, já existem tecidos especiais capazes de filtrar 100% dos raios. Quem não tiver uma proteção dessas deve evitar tomar sol diretamente na cabeça”, alerta Dr. Luciano Barsanti, médico especialista em tricologia e diretor do Instituto do Cabelo de São Paulo.

Cabelo não protege a orelha

As pessoas costumam passar o fotoprotetor no rosto, mas se esquecem das orelhas, também vítimas do sol. Mesmo cabelos compridos não oferecem uma proteção intensa ao local. Por isso, utilizar protetor solar nas orelhas é indispensável.

“Utilizar o protetor e reforçar com um chapéu de abas largas é uma ótima opção. O ideal é reaplicar a loção protetora nas orelhas sempre que for passa-la no rosto”, ensina a Dra. Cláudia Magalhães, dermatologista membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBCD) e da Associação Americana de Dermatologia.

Pés também são sensíveis

Outro lugar muito esquecido é o dorso (parte de cima) dos pés. Essa região fica constantemente em exposição por conta do uso de sandálias e sapatos, e, no verão, ninguém se lembra de passar protetor por lá. “Quem estiver em baixo da sombra deve se certificar de que os pés também estão, e, se puder, colocar uma toalha por cima deles”, explica Dra. Sylvia Ypyranga, dermatologista membro da SBCD.

No dia a dia, uma loção com FPS 30 é suficiente para proteger a pele, principalmente os lugares que ficam expostos com frequência como mãos, orelhas, rosto e dorso dos pés. Nos dias de exposição proposital, deve-se aumentar a proteção para um FPS 50. “Essas regiões são somente mais esquecidas. Deve-se incluir em sua rotina de cuidados o uso do protetor em todas as partes que ficam expostas ao sol. Afinal, só assim a proteção será completa”, complementa Dra. Sylvia. 

veja também