Cuidados Básicos Com os Cabelos No Verão

Cuidados Básicos Com os Cabelos No Verão

Atualizado: Quarta-feira, 30 Abril de 2008 as 12

Por Myrian Rosário

O verão acabou de chegar e as altas temperaturas e o sol forte já brindam o início da estação mais festejada do ano. Nessa época, o uso freqüente de filtros solares e de hidratantes garantem a proteção e a beleza da pele. Afinal, ninguém se arrisca a ficar "esturricando" sob o sol sem proteção para não favorecer o aparecimento de vermelhidão, queimaduras, manchas e rugas precoces. Aos poucos, as pessoas vão se conscientizando de que a pele requer cuidados especiais no verão. Mas, e os cabelos? Apesar de morta, a estrutura da haste capilar é formada de matéria orgânica e isso significa que pode entrar em decomposição. A ação do sol promove o aparecimento de radicais livres que fazem os cabelos se decomporem mais rapidamente.

Exatamente como acontece com as pessoas de pele mais escura e resistente que, muitas vezes, abrem mão dos cuidados sob o sol por acreditarem estar imunes aos efeitos nocivos dos raios solares, homens e mulheres com cabelos naturais também se descuidam da proteção, achando que o sol oferece risco apenas a quem tem os cabelos quimicamente tratados.

Muitas vezes um cabelo que passou por um processo químico resiste ao verão em melhores condições do que um cabelo virgem sem proteção. Mas não há como negar que os estragos da falta de critérios são maiores aos cabelos com química, já que o sol pode levar os fios já fragilizados a uma aceleração da quebra da haste, abertura de escamas e queimaduras que resultam numa alteração de cor mesmo nos cabelos com coloração natural. Tudo isso acontece como uma forma de o organismo mostrar que está sendo agredido.

Para evitar que o sol danifique os cabelos, o uso de cremes com protetor solar é indispensável. Bonés, chapéus e lenços não são suficientes. Esses recursos ajudam, mas não são efetivos. O uso de lenços, chapéus e bonés no calor pode levar a um aumento excessivo da temperatura do couro cabeludo. O abafamento da haste e do couro e o excesso de suor podem favorecer a queda.

Além do sol, é preciso atenção especial à água do mar e da piscina, já que o cloro colabora para o ressecamento dos fios, podendo também deixar os cabelos claros meio esverdeados. Normalmente os cabelos de coloração artificial em tons de loiro têm sua cor alterada quando expostos por muito tempo ao cloro. Nesse caso, o ideal é procurar um terapeuta capilar para realizar uma limpeza de fio e correção da cor.

Embora poucos saibam, a água do mar também contém cloro, mas em menor concentração do que a da piscina. No mar o que mais prejudica os cabelos é o sal que, em contato com os elementos químicos encontrados naturalmente nos fios, promove uma espécie de corrosão

Dicas úteis

A estética capilar moderna procura prevenir ao invés de remediar. Isso significa que é preciso estabelecer como rotina a hidratação dos cabelos. É óbvio que a freqüência vai depender do tipo de haste, do comprimento do fio e dos hábitos de cada pessoa, incluindo exposição ao sol, utilização de processos químicos, uso de bonés ou toucas etc. De modo geral, pelo menos uma vez por mês devemos oferecer à haste capilar uma "superalimentação" com produtos que tenham propriedade hidroscópica, isto é, capacidade de reter água por mais tempo.

Desde o modo certo de lavar e condicionar os cabelos, passando por cuidados especiais para os crespos, secos e oleosos e tingidos, ao uso do secador e da chapinha, saiba como proteger os seus cabelos neste verão. 

Lavar: Deve-se evitar lavar os cabelos com as pontas dos dedos arqueadas, utilizando as unhas para massagear o couro cabeludo. Os movimentos devem ser feitos com a polpa dos dedos em forma suave e circular, pois não é a força que limpa os cabelos, mas sim o shampoo e a forma correta de aplicá-lo. Normalmente lavamos a cabeça começando pela parte mais próxima da testa e indo para nuca, mas o ideal é aplicar o shampoo ao longo do couro cabeludo e esfregar da nuca para a testa para melhorar a circulação.      

Condicionar: O condicionador ou hidratante deve ser aplicado do segundo terço para as pontas dos fios. Nunca no couro cabeludo! Após a lavagem, não se deve torcer os cabelos e, na hora de pentear, o melhor é começar desembaraçando as pontas.

 Crespos: O fato de serem crespos não significa que estejam danificados, embora esse tipo de cabelo seja naturalmente mais ressecado pela própria composição química de formação. Portanto, antes do verão, deve-se preparar os cabelos crespos com muita hidratação e higienização do couro cabeludo. Shampoos, condicionadores, hidratantes e cremes leave-in devem conter filtro solar. Dê preferência aos produtos que contenham manteiga de karitê, manteiga de palmeiras amazônicas, extrato de cacau, óleo de girassol e lanolina em sua formulação.

Tintos: O maior cuidado deve ser para não desbotar a cor. Sob o sol, opte por uma máscara protetora leave-in, com filtro solar. Os produtos específicos para cabelos tingidos, que contêm proteínas hidrolisadas do arroz, pró-vitamina B5 e silicone são os mais indicados.

Oleosos: Cabelos oleosos não são sinônimos de cabelos hidratados. Portanto, hidratação neles. O excesso de oleosidade pode promover pequenas coleções serosas ? bolinhas como se fossem espinhas. Por isso, deve-se usar produtos com alto poder de higienização, como os shampoos com jojoba, quitosana e oligoelementos, seguidos por hidratantes suaves.

Secador e Chapinha: Esses recursos apesar de oferecerem bons resultados, quando utilizados com freqüência, podem danificar os fios. Por isso, quando for indispensável utilizá-los, convém proteger os cabelos com cremes que contenham silicone e proteína termoativada, que protegem os cabelos contra os efeitos nocivos do calor do secador e da chapinha.

veja também