Depile-se com laser diodo

Depile-se com laser diodo

Atualizado: Quinta-feira, 10 Novembro de 2011 as 10:09

Todo mundo já ouviu falar de depilação a laser. Uma técnica mais moderna, chamada laser diodo, tem o mesmo efeito, mas combate o nascimento dos pelos por mais tempo e, segundos especialistas, dói menos. 

Com aproximadamente cinco sessões, o laser diodo destrói as células que fabricam o pelo, portanto, aquela região fica livre de outros tipos de depilação. Indicada a todos os tipos de pele, a técnica costuma funcionar melhor em pelos mais escuros. “Este tipo de laser é atraído pelos melancócitos dos pelos, logo, quanto mais escuro ele for, melhor será o resultado”, esclarece o Dr. Roberto Azambuja, dermatologista do Hospital Universitário de Brasília. 

Como funciona

O laser diodo é uma técnica mais recente de depilação a laser e o aparelho usado pelos dermatologistas atinge uma região maior de pelos de uma só vez do que os aparelhos mais antigos. A ponteira é um quadrado que dispara uma luz sobre a pele, que, atraída pela melanina do pelo, queima a célula que o fabrica. 

As duas maiores diferenças entre esse tipo de laser e as técnicas mais antigas são o tempo que a pessoa ficará sem fazer manutenção e a dor, que costuma ser menor. De acordo com o Dr. Roberto, o laser diodo chega a uma profundidade que outros lasers não chegam, penetrando pelo folículo piloso, alcançando o bulbo. 

Por isso, o resultado é mais eficaz. “Por queimar a célula que produz o pelo, seu nascimento não ocorre mais. Algumas células que, por ventura, deixam de ser queimadas, podem produzir pelos nos dois ou três anos seguintes às sessões, mas a manutenção anual exigida pelas outras depilações não é necessária”, compara.

Que regiões depilar?

A depilação com laser diodo pode ser feita em qualquer região do corpo que tenha pelos. Mas os melhores resultados são alcançados nos pelos mais grossos e escuros. “Regiões como axila, virilha e pernas costumam ser as mais procuradas. Algumas mulheres têm alguns pelos na região do queixo que incomodam esteticamente, e por serem grossos e escuros, oferecem bons resultados com o laser diodo”, diz o Dr. Roberto. 

Preço e manutenção

O valor de cada sessão varia de acordo com a região do corpo. Mas, segundo o Dr. Roberto, uma sessão para depilar as duas axilas pode sair em torno de R$ 400. O dermatologista indica que cinco sessões são suficientes para eliminar os pelos da região depilada. 

Com outras técnicas de depilação a laser, costuma haver uma manutenção anual para retirada de alguns pelos insistentes. O laser diodo não exige essa volta ao consultório. Seis meses após a última sessão, é feita uma nova depilação e, depois disso, alguns pelos podem aparecer somente com dois ou três anos longe das aplicações. E, para eliminá-los, basta uma sessão.

veja também