Desodorante é a arma mais eficaz contra o suor, mas na dose certa

Desodorante é a arma mais eficaz contra o suor, mas na dose certa

Atualizado: Segunda-feira, 13 Dezembro de 2010 as 9:52

No title Já pensou que delícia passar o verão sem pingar nem uma gotinha? Bem, transpirar é normal e até saudável, pois ajuda a expelir toxinas e a controlar a temperatura do nosso corpo. O problema é quando começamos a suar em bicas. A boa notícia: existe controle, e você pode passar o dia (e a noite também) sequinha.

A transpiração é uma manifestação natural do nosso organismo. Serve para esfriar a pele e diminuir a temperatura do corpo, especialmente nos dias quentes.

Que é normal a gente sabe. Mas convenhamos: manter o corpo seco e perfumado do início ao fim do expediente não é tarefa fácil. Apesar de o problema despertar a vontade de passar desodorante várias vezes ao dia, os médicos desaconselham a prática. Isso porque o excesso de cloridóxido de alumínio, um dos ingredientes contidos na fórmula, pode causar obstrução das glândulas sudoríparas e provocar não apenas irritações como também inflamações.

Algumas providências simples ajudam. Uma delas passa diretamente pela alimentação - condimentos quentes, tais como pimenta, gengibre, coentro e alho, além de bebidas alcoólicas como cerveja, vinho, champanhe, uísque e vodca, só fazem aumentar a sudorese.

"Por outro lado, sucos ou chás gelados de maçã, maracujá e camomila refrescam o corpo e diminuem essa produção", ensina o endocrinologista paulista Tércio Rocha.

As emoções também podem desencadear a abertura das suas comportas de suor. Isso acontece porque o medo, o estresse e a ansiedade aumentam a descarga de adrenalina, hormônio que dispara o funcionamento das glândulas sudoríparas.

"A transpiração e a liberação de feromônios são um traço de nossos ancestrais em resposta às situações de perigo", explica a dermatologista Regina Schechtman, da Academia Americana de Dermatologia. Para tentar controlar os nervos, uma boa aposta é inspirar e expirar, pelo menos cinco vezes, lenta e profundamente.

Enxuga e molha

Para inibir o cheiro decorrente do contato de bactérias com o líquido liberado pelo corpo, os melhores antídotos são banho e desodorante. Quem não gosta de se sentir fresca o dia todo?

"Para a brasileira, a fragrância do produto durar até o fim do dia significa que ele cumpriu sua função protetora. Esse é um dos motivos pelos quais os perfumados vendem mais que o neutro", diz Roberta Santana, da Unilever, que fabrica as marcas Dove, Axe e Rexona.

Na hora de escolher sua marca, melhor optar por uma reconhecida, observando como reage no seu corpo. Se escurecer as axilas, causar irritação ou inflamação, manchar suas roupas, melhor mudar de desodorante.

De acordo com os especialistas entrevistados, os antitranspirantes, feitos com cloreto de alumínio, formaldeído e permanganato de potássio, são ideais para quem tem pele sensível. E nada de abusar nas aplicações diárias, ou poderá desenvolver alergia, por exemplo.

Se após algumas semanas de uso o produto deixar de fazer efeito, vale substituí-lo sem dó nem piedade. Outra boa opção: formulações hipoalergênicas prescritas por médicos, feitas sob encomenda em farmácias de manipulação.

veja também