Dispense as camadas de agasalhos para treinar no inverno

Dispense as camadas de agasalhos para treinar no inverno

Atualizado: Sexta-feira, 25 Junho de 2010 as 9:34

Quando tira o edredom do guarda-roupas, a vontade é devolver os tênis para a sapateira e esperar o frio embora para voltar a treinar, principalmente se você prefere os exercícios ao ar livre. Chegar em casa mais tarde ou pular da cama cedo, para manter o condicionamento físico, fica ainda mais difícil quando você pensa na quantidade de agasalhos que vai precisar vestir. "Sem as blusas, passo frio no começo dos exercícios. Mas, com elas, fico com calor e ter de ficar carregando as roupas também me atrapalha", afirma Mariana Gonçalves. Ela costuma correr no parque e, durante o inverno, reduz o ritmo.

Mas, com os ajustes certos, isso não é necessário. Já existem tecidos próprios para a prática esportiva em dias frios: eles mantêm o calor do corpo e, ao mesmo tempo, secam rapidamente. "Não adianta improvisar com moletom e agasalhos usados no dia-a-dia", afirma o professor Mario Mello, diretor da Associação dos Treinadores de Corrida de São Paulo. "Eles diminuem o rendimento e podem até comprometer a motivação do aluno".

As temperaturas baixas favorecem o seu desempenho, caso você esteja preparado. Isso porque, como a perda de líquidos é menor, o corpo não se cansa tanto. A respiração menos ofegante também permite prolongar os exercícios por mais tempo, sem que isso chegue a causar desconforto. Entretanto, como o frio brasileiro não é tão rigoroso, as marcas especializadas ainda não oferecem variedade de modelos e de tecidos para suportar a estação. Mas já existem alguns modelos, suficientes para manter o corpo aquecido sem pesar nos ombros ou atravancar os movimentos.

"É muito importante escolher peças que protejam bem as extremidades do corpo: cabeça (sem esquecer as orelhas), mãos e pés. São as áreas onde o frio mais incomoda", afirma o professor Mario Mello. A cobertura na cabeça é essencial, principalmente, quando há vento, protegendo os ouvidos da friagem e de otites.

Camiseta: precisa ser de manga longa. Há modelos confeccionados com proteção para as mãos, dispensando o uso de luvas.

Gorro: indispensável quando venta, precisa ser em tecido especial. O modelo de lã encharca de suor e causa desconforto, porque fica molhada no frio.

Luvas: escolha um modelo especial, com tecido de secagem rápida. A de musculação é mais grossa, mas não aquece (ela foi confeccionada para proteger as mãos contra os calos dos aparelhos).

Jaqueta fina: ela é muito leve, mas veda seu corpo contra a ventania. Ideal para quem gosta de correr em ambientes muito abertos, como a beira da praia.

Tecidos especiais

Eles precisam manter o seu corpo numa temperatura agradável e apresentam secagem rápida, para que a transpiração não chegue a incomodar. Uma das tecnologias favoritas dos esportistas atende pelo nome de coolmax: o tecido combina fibras sintéticas e de algodão para aquecer sem pesar no corpo. Dry tech é outra opção, muito usada em jaquetas: ele mantém o corpo aquecido e seco, também sem ser pesado demais.

 Hora do aquecimento

Enquanto se alonga e prepara o corpo pra os exercícios, pode ficar com o moletom. Ele ajuda o corpo a manter o conforto térmico na fase mais leve. Mas, assim que terminar, deixe as peças de lado ou elas podem comprometer a sua disposição.

veja também