Estresse está ligado a queda de cabelo e pele seca

Estresse está ligado a queda de cabelo e pele seca

Atualizado: Quinta-feira, 11 Fevereiro de 2010 as 12

O estresse é um problema que, segundo os estudos mais recentes, já atinge mais de 50% da população mundial. Entre as alterações que a doença pode causar no corpo estão a piora da pele e a queda de cabelo.

"O estresse aumenta o nível de hormônios que contraem os vasos sanguíneos, e causa uma diminuição na oxigenação da pele", explica a dermatologista Fabiana Simões Pietro. A diminuição dos nutrientes aumenta as toxinas e diminui a hidratação, deixando a pele com aspecto ressecado e sem viço.

A formação de radicais livres também é um problema causado pelo estresse. "Eles alteram as estruturas das membranas das células, e aceleram o envelhecimento celular", explica a médica. "Isso é importante porque hoje tratamos os pacientes não só cuidando diretamente da pele, mas também fazendo reposição para evitar os efeitos desses radicais livres", diz.

A queda de cabelo também pode estar ligada ao estresse. O desequilíbrio hormonal causado pelo aumento dos níveis de cortisol altera o ciclo de vida dos fios, que acabam entrando mais rapidamente em fase terminal.

Aumenta hormônios que contraem os vasos sanguineos. Assim, há uma diminução da oxigenação da pele. Isso é o problema mais grave para a pele, pois acarreta uma diminuição de nutrientes e acúmulo de toxina.

A solução para esses problemas está mesmo no tratamento das causas principais. "Primeiro, é preciso fazer alguns exames de sangue, e num segundo momento, vamos tratar do que estava alterado", explica Fabiana. "A não ser que o organismo consiga voltar ao normal sozinho, o que não é comum, o melhor é dar uma parada".

veja também