Excesso de pelos no rosto; saiba como tratar o problema

Excesso de pelos no rosto; saiba como tratar o problema

Atualizado: Sexta-feira, 28 Outubro de 2011 as 1:28

O excesso de pelos no rosto é um problema que atinge muitas mulheres e mexe com a auto-estima. Recentemente a atriz Kate Winslet foi flagrada com o rosto coberto por pelos e o assunto rendeu inúmeros comentários. Se você também sofre com esse desconforto, não se preocupe, o dermatologista Adilson Costa explica como surge e a melhor maneira de acabar com o problema.

A principal causa para o excesso de pelos é a herança genética. Essa situação começa já nos primeiros anos da juventude. Portanto se os pelinhos aparecerem de forma inesperada, em grande quantidade, é sinal de que alguma coisa está errada. 

“O primeiro passo é procurar um especialista para diagnosticar a causa do problema que pode ser: distúrbios endócrinos (problemas de tireóide, de hipófise, suprarrenais, ovários e testículos), ou uso de medicações (como corticóides ou quimioterápicos)”, explica o dermatologista.

Os pelos podem surgir na região do lábio superior (conhecido como bigode), na região lateral do rosto, no pescoço e no queixo. Quando tem causa natural, são finos; quando grossos, múltiplos, aparecendo, além desses pontos, em outras regiões da face, pode ser devido algum problema. 

A depilação tradicional pode ser uma opção e diferente do que muita gente pensa, não agride e nem deixa a pele do rosto flácida.“A flacidez é fruto de uma diminuição cronológica do tônus muscular, resultado do envelhecimento, associado aos danos causados pelo sol, fumo e radicais livres. A tração do pelo não leva nem a uma, nem à outra situação”, afirma.

Existem outros tipos de tratamentos usados para eliminar os pelos do rosto. O laser e a luz pulsada são os mais conhecidos e que garantem resultados satisfatórios. Mas antes de iniciar qualquer tipo de procedimento é importante consultar um dermatologista para definir o melhor tipo de tratamento para cada caso. 

veja também