Fashion Rio - Primeiro dia mostra retorno às raízes e à feminilidade

Fashion Rio - Primeiro dia mostra retorno às raízes e à feminilidade

Atualizado: Sexta-feira, 28 Maio de 2010 as 12:05

As notícias sobre os desfiles das semanas de moda brasileiras normalmente vêm acompanhadas de uma antiga discussão: por que os estilistas usam tão poucas modelos negras na passarela?

Walter Rodrigues, que abriu o primeiro dia de desfiles de verão 2011 no Fashion Rio nesta terça-feira (27), colocou só modelos negras na passarela. A inspiração para a coleção veio da cidade pernambucana de Quipapá, a três horas de Recife.

Votação: Qual foi o melhor desfile do primeiro dia do Fashion Rio verão 2011?

Nas palavras do estilista, com essa atitude ele ajudou "muitas modelos negras que têm poucas oportunidades nas semanas de moda brasileiras".

Elas deram um brilho especial à passarela e às roupas, que também fizeram alusão à cultura africana, tanto na silhueta ampla quanto no contraste de tons neutros (como marrom e azul marinho) e fortes (como amarelo e vermelho).

Uma espécie de retorno às raízes também marcou o desfile de Nica Kessler, que abusou da feminilidade e fez peças muito comerciais - daquelas que você vê no desfile e já tem vontade de comprar. Muitos tons pastéis, vestidos soltinhos, estampas geométricas e cintura alta.

Continuando nas lembranças, Mara Mac mostrou roupas que tinham como tema a reconstrução da natureza, com muitas formas geométricas e tons de marrom e vermelho.

Em seguida, a Salinas, que teve a presença das tops Carol Trentini e Renata Kuerten, apresentou uma coleção que mistura influências de Cuba e da Bahia.

Ainda na onda de referência a outros tempos, a R.Groove desfilou uma coleção que mostrou uma mistura de referências antigas, como jeans, florais e arte pop. Quem fechou o dia foi a Acquastudio, que encheu a passarela de vestidos curtos e cores cítricas.

veja também