Hábitos errados que fazem o cabelo cair

Hábitos errados que fazem o cabelo cair

Atualizado: Segunda-feira, 1 Dezembro de 2008 as 12

Nada mais desesperador do que ver nossa beleza caindo pelo ralo, literalmente. Não é verdade? Quantas de nós já sentimos aquele arrepio ao ver nossos lindos fios de cabelo – tão cuidados e queridos – caindo enquanto tomávamos nosso banho? Isso sem falar naqueles fios que ficam espalhados pelas nossas roupas, casa e até no carro.

O pior de tudo é que a queda de cabelo é muito relativa e pode ter mil fatores, que variam desde a questão do estresse e da genética, até a forma com que nós lavamos os fios. O fato é que, querendo ou não, todas nós acabamos fazendo coisas que acentuam a queda. Trata-se de pequenos hábitos errados que aumentam a queda de 100 fios por dia – considerado normal pelos dermatologistas – para números bem maiores, mais de 300.

De acordo com o tricologista Valcenir Bedin, presidente da Sociedade Brasileira para Estudos do Cabelo, o número de queixas de mulheres com queda de cabelo aumentou 20% nos últimos cinco anos. A boa notícia é que esse índice pode mudar se algumas mulheres tomarem consciência de seus hábitos.

Tome nota:

1- Lavagem do mal

Aqui pode estar a maior parte dos seus maus hábitos. Em primeiro lugar, esqueça essa idéia de que lavar os cabelos todo o dia faz com que os fios caiam mais. De acordo com a cabeleireira Marina Silveira, do salão Sammy Class, é normal que caiam de 100 a 120 fiozinhos por dia.

O que acontece é que, na lavagem, muita gente comete alguns delitos. "Condicionador na raiz é o pior mal de todos", afirma Marina. "O couro cabeludo já possui uma oleosidade natural e não precisa de creme, isso só vai fazer com que a oleosidade aumente e a queda se acentue", completa a cabeleireira.

Além disso, as madeixas devem ser lavadas com água morna ou fria, jamais quente, pois a temperatura da água pode agredir o couro e fazer com que os fios se desprendam da raiz.

Outra atitude a ser tomada é a respeito da hora de tirar a umidade do cabelo. Muitas mulheres torcem os fios até sair a última gotinha ou o último excesso de umidade. "Isso pode puxar e quebrar os fios, o que vai levar à queda", conta Arnaldo Pereira.

Lave seus cabelos, no mínimo, uma vez a cada dois dias. O excesso de oleosidade e de sujeira pode criar seborréia, o que faz com que os fios caiam ainda mais. Além disso, procure passar shampoo e condicionador neutros e sem sal.

2- Desembaraçando e quebrando

Por favor, não diga que você é daquelas que penteia incansavelmente os cabelos sem dó, puxando os fios com o pente ou com a escova e quebrando todos os nozinhos que aparecerem pela frente. A verdade é que o fio de cabelo é muito frágil e já está exposto a diversas agressões do meio ambiente no dia-a-dia e, portanto, não precisa de mais uma.

Procure desembaraçar os fios com a ajuda de um produto específico, que pode ser um leave-in, de preferência, com os cabelos úmidos. Não penteie as madeixas no banho e, ao tentar desembaraçá-las com condicionador, passe os dedos, sempre primeiro nas pontinhas do cabelo. Após desembaraçar os nós dessa parte, pode subir aos poucos e assim suscetivelmente, sem chegar na raiz, claro.

Ao sair do banho, enxugue os fios delicadamente e então coloque os pentes em ação com a ajuda de um leave-in ou um fluído desembaraçador. Repita o mesmo processo e comece pelas pontinhas. Para essa tarefa, esqueça a escova, que pode quebrar e arrancar alguns fios e invista em um pente largo e de madeira.

3- Enxugando, secando e passando chapinha

Na hora de enxugar os fios com a toalha, não os torça e nem os comprima demais. Apenas dê leves batidinhas para tirar o excesso de umidade. Deixe o resto com o secador ou secando ao natural, como preferir.

Se optar pelo secador, cuidado com as temperaturas altas. Procure passá-lo com a distância segura de 15 centímetros dos fios. Isso evita que o couro cabeludo fique irritado, machucado ou queimado, o que vai amenizar a queda.

Para finalizar, há a questão da chapinha, baby liss e etc. Esses artefatos contribuem para que o cabelo perca saúde e fique mais seco, ressecado e quebradiço. Isso certamente resultará na queda capilar. Utilize-os com consciência (no máximo três vezes por semana e com a proteção de bons cosméticos) e converse com seu cabeleireiro.

4- Chapéus, bonés e afins

O couro cabeludo precisa respirar! Deixe os chapéus e os bonés para proteger seu cabelo do sol, e nada mais. O couro cabeludo abafado fica mais propenso para o desenvolvimento de fungos e bactérias e, logo, à queda dos fios.

5- Presilhas, elásticos e fofurinhas

Esses assessórios são mesmo lindos, mas devem ser usados com cuidado. Quando presos próximos à raiz ou quando puxam o cabelo, além de causar dores de cabeça, podem gerar a queda de cabelo também.

Por isso, quando for fazer aquele rabo-de-cavalo, certifique-se de que o elástico que esteja usando seja inteiro revestido de tecido (para não quebrar os fios) e não puxe demais as madeixas. Além disso, não passe o dia todo de cabelo preso e nem os prenda molhados.

6- Gel, silicone e "produtos pesados"

Cuidado com o uso deliberado de produtos como gel, silicones, cremes alisantes e afins, principalmente se forem passados na raiz. Eles podem fazer com que haja o aparecimento da caspa e uma possível queda acentuada dos fios.

7- Remédios

Alguns medicamentos podem acentuar a queda dos fios. Se você já sofre desse problema, melhor consultar o médico. Além disso, se você tem o costume de se automedicar com vitaminas e suplementos alimentares, cuidado. Estudos indicam que a superdose de certas vitaminas também pode resultar na queda de cabelo.

8- Época do ano

De acordo com a cebeleireira Marina Silveira, o tempo de vida do fio é de quatro anos. Depois disso, ele cai naturalmente. "Por isso, há épocas em que o cabelo da pessoa pode cair mais. Mais isso varia de indivíduo para indivíduo", afirma. Normalmente essa "época", dura cerca de um a três meses. Passado disso, melhor consultar um dermatologista de confiança.

9- Alimentação

A alimentação influencia muito na saúde (e na queda) dos fios. Regimes rígidos demais e a dieta desequilibrada e com carência de certas vitaminas, proteínas e minerais (especialmente ferro, cobre e zinco), pode levar à queda de cabelo. Se você possui algumas dúvidas, o ideal mesmo é consultar um dermatologista ou nutricionista.

10- Estresse

O estresse está dentre as principais causas da queda capilar. Isso porque ele traz uma disfunção hormonal no nosso organismo que resulta na caída dos fios. Caso você se considere uma estressada, melhor procurar relaxar, dormir e se alimentar melhor. Além disso, vale consultar um endocrinologista.

11- Dormir com cabelo molhado

Se você é daquelas que tem preguiça de secar os cabelos e vai direto para a cama com eles molhados. deixe isso de lado. Além de fazer mal para a saúde e de facilitar o processo de mofo do travesseiro, você pode danificar e quebrar os fios. Fora isso, há o probleminha do couro cabeludo, que pode ficar abafado e com umidade, ambiente propício para a proliferação de bactérias. E, desse modo, como o fio fica fraco, ele acaba caindo.

12- Coceiras intensas e ardências no couro cabeludo

Ao menos sinal desses probleminhas, não corra para o chuveiro para lavar a cabeça, corra para o dermatologista, por favor.

veja também