Hidratação garante axila sem mancha

Hidratação garante axila sem mancha

Atualizado: Terça-feira, 23 Agosto de 2011 as 9:50

  Saiba como evitar o problema em casa e no consultório

Axilas a mostra costumam ser sinônimo de verão. Mas como vivemos em um País tropical, onde mesmo no inverno a temperatura pode chegar aos 30ºC, é essencial cuidar delas durante o ano inteiro. Afinal, você não quer correr o risco de desfilar com a pele da região cheia de manchas escuras, não é mesmo?

As causas para o escurecimento das axilas, segundo a dermatologista Gisele Barbosa, da Faculdade de Medicina da USP, são variadas: “Pode ser desde alteração hormonal até obesidade ou consequência do método de depilação”. Por isso, o tratamento deve ser prescrito por um médico.

Previna-se com hidratação

O tratamento ideal, porém, é mesmo a prevenção. Ou seja, agir para que as manchas não apareçam. Segundo a médica Alexandra Bononi, da Sociedade Brasileira de Dermatologia, tudo começa com a hidratação. “A hidratação adequada das axilas é fundamental para evitar que a pele fique mais grossa e escura com o atrito das roupas no dia a dia”, comenta.  

A dermatologista Gisele ensina a melhor maneira de hidratar corretamente a região. “Os cremes hidratantes podem ser aplicados nas axilas à noite, desde que os cremes não sejam oleosos e as axilas estejam secas. Aliás, os óleos hidratantes não são indicados, pois podem obstruir as glândulas da pele e desencadear foliculites e infecções”, explica.  

Desodorante certo

Escolher corretamente o desodorante também ajuda a evitar o problema. Atualmente, há opções que prometem, além de garantir cheiro agradável, deixar as axilas livres de manchas. “São produtos que possuem em sua formulação componentes diversos que ajudam a regular a síntese de melanina e hidratam a pele como, por exemplo, o ácido linoleico, o óleo de girassol e o extrato de pérolas”, comenta a doutora Alexandra.

O tratamento caseiro também pode ser incrementado com produtos da dispensa. A esteticista Blanch Marie dá a receita: misture aveia, leite em pó, fubá e soro fisiológico e passe em toda região, fazendo movimentos circulares. Deixe agir por 20 minutos e enxágue com água fria.

Peeling e luz pulsada para manchas pré-existentes

Mas se as manchas já apareceram e insistem em não sair, o único jeito vai ser mesmo procurar um dermatologista. No consultório, o tratamento que tem apresentado os melhores resultados é o peeling. Nele, o médico aplica uma substância ácida que queima superficialmente a região e, como consequência, provoca descamação. As manchas são retiradas junto com a pele descamada.  

Outra opção é a Luz Pulsada, que funciona à base de raios luminosos que ajudam a diminuir a pigmentação extra da pele. Os raios são absorvidos pela melanina acumulada e destroem este pigmento. A técnica pode causar sensação de picada na hora do disparo da luz e também um pouco de ardor, mas que segundo os especialistas some em poucos minutos.    

veja também