Hora de usar aquela bolsa que está no fundo do armário

Hora de usar aquela bolsa que está no fundo do armário

Atualizado: Sexta-feira, 6 Agosto de 2010 as 9:43

Como se não bastasse ter que se preocupar com a roupa, as mulheres precisam de atenção redobrada na hora de escolher a bolsa para compor o visual. "Uma bolsa errada pode comprometer todo o look. E isso é sério!", explica a estilista e empresária Nádia Assad.

No trabalho, a bolsa tende a ser maior, para poder comportar tudo o que você precisa. "Prefira bolsas de alças médias e de formas mais estruturadas.  As alças devem ser até a altura do quadril", comenta Nadia.

Na hora de separar uma bolsa para ir à balada, é preciso pensar na praticidade, para que o acessório não se transforme em algo inconveniente durante o agito. Segundo ela, festas e coquetéis pedem bolsas mais finas, de tecidos nobres. Carteiras ou bolsas de alças bem finas são ideais.

Para lazer, passeios e almoços com os amigos, podem ser usadas bolsas em diversos formatos e tamanhos, "mas é importante lembrar que quanto mais clara e leve a roupa, mais clara e leve deve ser a bolsa", diz.

"Agora, se você vai fazer um passeio no parque com vestidinho e rasteirinha, opte por uma bolsa de tecido estampada ou clarinha e de tamanho médio. Lembre-se que a bolsa sempre acompanha o look".

Para economizar

Se o seu objetivo não for sair para comprar uma bolsa para cada ocasião, aprenda a usar a criatividade. Escutar quem entende sobre o assunto e observar as mulheres ao seu redor, é uma grande alternativa. "Uma carteira pode virar uma bolsa para balada ou para um happy hour em segundos", aconselha Nadia.

De acordo com a estilista, para economizar o dinheiro da chapelaria e não ter que ficar procurando um local para colocar a bolsa, uma opção muito fashion é prender a carteira ao bracelete. "Além disso, é muito prático. O bracelete já esta no braço. E a carteira, na bolsa", comenta.

Alternativa é usar aquele colar que está dentro da caixinha de bijuteria há meses. Com um passe de mágicas, ele pode virar uma alça fantástica para compor seu visual. "É prático, fácil e fica super charmoso", comenta Nadia. É claro que a ideia da estilista precisa ser aplicada com cautela. Bom senso é fundamental nessa opção.

Uma bolsa para cada corpo

Agora que você já aprendeu a usar a bolsa em diferentes ocasiões, aprendeu a renovar seu guarda-roupa unindo peças diferentes, precisa aprender a se olhar no espelho. "A bolsa deve ser proporcional a estatura de quem usa", observa Nadia.

Pessoas mais baixas não devem usar bolsas muito grandes, pois pode "achatar" a silhueta. "Para menor estatura prefira bolsas menores, fica mais proporcional". Já, as mulheres bem altas, podem super abusar das maxi bolsas.

"Para equilibrar a silhueta o melhor são as bolsas que ficam na parte mais estreita do corpo. Se você tem costas largas ou seios grandes, por exemplo, prefira bolsas na altura do quadril. Caso você seja do time das mulheres com quadris largos, prefira bolsas de alças mais curtas".

Por isso, na hora de escolher uma bolsa, seja versátil. Uma mesma bolsa pode ser usada para ocasiões bem diferentes. O importante é criar, mudar, renovar. Faça apliques, coloque lenços, mude a alça. O importante é ter certeza que com um pouquinho de criatividade, a bolsa que estava há meses no armário pode voltar a ser sua mais fiel parceira.

Serviço

Para consultar mais dicas da stylist, basta entrar em contato com Nadia Assad. O telefone de contato do boutiquim dela é 11 3578.9599.

veja também