Implante de silicone é cirurgia plástica mais procurada

Implante de silicone é cirurgia plástica mais procurada

Atualizado: Segunda-feira, 31 Outubro de 2011 as 1:36

Seios bonitos, com aspecto “empinadinho” e volumoso é o desejo da maioria das mulheres que decidem realizar alguma intervenção cirúrgica para melhorar a aparência. Além de mexer com o corpo, o cirurgião plástico José Eduardo Prampero, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, explica que a aplicação da prótese de silicone nos seios mexe também com o psicológico das mulheres, um dos motivos pela alta procura do procedimento cirúrgico.

Segundo pesquisas realizadas pelo IBOPE, o implante de prótese de silicone nos seios foi o mais procurado pelas mulheres em 2010, correspondendo a 21% das da cirurgias plásticas realizadas durante todo o ano.

A cirurgia de implante de prótese de silicone nos seios sempre foi um assunto polêmico. O implante pode causar câncer de mama? O silicone pode vazar e causar infecções? O que acontece com a prótese com o passar do tempo? Apesar das polêmicas, Prampero revela outros motivos para a grande procura pelo procedimento. 

“O maior mito, a incidência de câncer em mulheres com implante de silicone, foi derrubado com pesquisas realizadas por importantes centros de referência mundial”, diz. O Instituto Nacional de Câncer dos Estados Unidos divulgou os resultados de uma pesquisa realizada em 2 milhões de mulheres que utilizavam próteses de silicone nos seios acompanhadas desde 1972. A associação de câncer de mama com implantes nos seios foi descartada, ou seja, não existe relação nenhuma com as próteses e o câncer de mama, assim como qualquer outra doença autoimune. Os resultados dessa pesquisa devolveram às mulheres a segurança de que precisavam para realizar a cirurgia.

A auto-estima é outro fator muito importante na hora de decidir pela cirurgia. Apesar de a cirurgia ser indicada em casos de reconstrução mamária em pacientes que tiveram a retirada dos seios, a grande procura é por mulheres insatisfeitas com o tamanho ou o formato do seu seio. Para Prampero, mudar a aparência tem o poder de modificar o interior de uma mulher que se encontra triste e insatisfeita com o próprio corpo. “É uma medida que pode evitar problemas de saúde”, lembra.

O valor e a facilidade no pagamento também representa um importante para o aumento do número deste procedimento. Antes, a cirurgia plástica era acessível apenas para a classe A. Hoje, pesquisas revelam que a classe C já possui poder de compra e de consumo que chega até o mundo da estética.

Todo procedimento cirúrgico tem seus riscos e por isso devem ser realizados todos os exames necessários para identificar possíveis motivos que representem risco para a vida do paciente. Estas medidas, aliadas ao acompanhamento por profissionais sérios e capacitados, pode ser o responsável pelo resultado satisfatório da cirurgia plástica mais procurada hoje no Brasil.

veja também