Inverno muda as necessidades dos fios

Inverno muda as necessidades dos fios

Atualizado: Segunda-feira, 27 Julho de 2009 as 12

Agora que os termômetros baixaram, qual o procedimento que você vai adotar para cuidar das suas madeixas? Vai lavar o seu cabelo com menor freqüência, lotar de condicionador para deixar os fios bem macios, passar muito silicone no cabelo todo, secar com secador na potência máxima (para não pegar aquele resfriado básico) e, para finalizar, usar aquele gorrinho e aquela boina que você tanto esperou para usar, certo? Errado.

No inverno, os grandes vilões são o vento, temperatura baixa demais e o tempo úmido. Vamos combatê-los? Vamos às dicas que vão salvar seus fios dos males da estação mais fria do ano. Tome nota.

Segundo Luciano Barsanti, diretor médico do Instituto do Cabelo de São Paulo e presidente da Sociedade Brasileira de Tricologia, a principal preocupação agora que o frio chegou é a questão da queda de cabelo. Em primeiro lugar, Luciano citou o péssimo hábito do "banho quentinho": "A água quente desidrata os fios e facilita o aumento da queda porque dilata os poros do bulbo, que é o couro cabeludo, e descola os fios", explica.

Porém, esse não é o único mal que a água quente faz aos nossos cabelos. "Além disso, os fios ficam menos brilhantes e mais opacos, há um aumento da produção de oleosidade, já que o calor estimula a glândula sebácea e há descamação e um conseqüente aumento do acúmulo de gordura na raiz", completa Luciano Barsanti. Por isso, quem tem tendência a desenvolver caspa também deve se preocupar com o cuidado dos fios no inverno. "Com certeza essas pessoas devem ficar mais espertas nessa época do ano. Além disso, é importante citar que a água quente pode gerar uma inflamação do couro cabeludo, mais comumente conhecida por dermatite seborréica", conta o médico e tricologista.

Quer saber a temperatura ideal para a lavagem do cabelo tanto no frio como no calor? Então anote aí: 20ºC. Esse é o número mágico.

Atenção redobrada para o uso de gorros, bonés, chapéus, boinas e afins. "Além do aumento da sudorese, esses acessórios para a cabeça também estimulam a produção de sebo e abafam os fios, deixando-os mais oleosos e mais propensos à queda", diz Luciano, que recomenda que esses adereços sejam usados apenas em ambientes abertos, jamais dentro de ambientes internos e fechados, como apartamentos, lojas, escritórios e etc.

Você não suporta ficar com os cabelos molhados no frio, certo? E, principalmente, não está a fim de pegar um resfriado. "A pessoa pode sim secar o cabelo todos os dias, mas desde que o secador esteja na potência média ou baixa, nunca na máxima e que seja passado pelo menos a 30 cm dos fios". Especialistas afirmam que, na potencia máxima, o secador pode chegar até aos 300ºC e, por isso, podem queimar os fios e o couro cabeludo. Já pensou?

Sobre você lavar o cabelo com menor freqüência porque está morrendo de frio, esqueça! Segundo Luciano Barsanti, mesmo no inverno o clima do nosso país não permite que deixemos de lavar nossos cabelos todos os dias. "Além de ser um fator de higiene, é fundamental para controlar o pH dos fios e para manter o equilíbrio das secreções", explica Luciano. Ainda segundo o médico, outro problema das pessoas que resolvem lavar o cabelo um dia sim um dia não é que quando elas o fazem, sentem a necessidade de passar muito mais shampoo e condicionador do que iam precisar se realizassem lavagens capilares diárias. "Elas passam muito mais produtos porque sentem que o cabelo está mais oleoso e bastante embaraçado. Isso acaba deixando o cabelo mais pesado, facilitando o frizz, principalmente nessa época mais fria", explica Barsanti.

Luciano Barsanti também atenta para as mulheres que adoram prender os fios, seja com elástico, tiaras, presilhas e assessórios em geral: "Minha recomendação é, pelo menos nessa época em que os fios ficam mais propensos a cair, que elas não prendam o cabelo. Isso além de quebrar e danificar ainda mais o cabelo, facilita a queda devido a tração dos fios", diz

Os cabelos descoloridos, tingidos e quimicamente tratados merecem atenção redobrada nesse frio que se aproxima. "Esse processos químicos abrem muito as escamas dos fios e os deixam mais fracos, mais sensibilizados e mais propensos à perda de proteínas e vitaminas. Portanto, os cabelos que passaram por isso devem ser mais cuidados e hidratados no frio", alerta Fernando Ferreira, hair stylist.

veja também