Laser trata marcas da acne

Laser trata marcas da acne

Atualizado: Terça-feira, 23 Agosto de 2011 as 11:30

  Tecnologia atenua as cicatrizes com eficácia e menos dor

Homens e mulheres, independentemente de idade, cor de pele e tipo físico, estão sujeitos – em menor ou maior grau – à incidência de cravos e espinhas. Mas é claro que algumas atitudes podem estimular o surgimento do problema. Exemplos? Exagerar no consumo de alimentos oleosos, falta de higienização, proteção ineficaz da pele e até uso errado de cosméticos.  

Mesmo tomando todos os cuidados, muitas vezes a acne não dá trégua, chegando a causar verdadeiros traumatismos na pele, como as cicatrizes. Mas, hoje, a medicina estética oferece tratamentos que apresentam bons resultados.  

“Atualmente existem inúmeros tratamentos para as cicatrizes de acne. Dentre eles, destacamos pellings superficiais, pellings médios focais, dermoabrasão, laser e radiofrequência fracionados, sendo que os dois últimos têm se mostrado extremamente eficazes e menos dolorosos”, diz a médica Jucirema Perrony, membro titular da Sociedade Brasileira de Dermatologia e responsável pela clínica W Laser, em São Paulo.

Dois métodos eficazes

Segundo a dermatologista, o laser e a radiofrequência fracionados são os mais eficazes para atenuar as marcas causadas na pele pela acne: “O laser fracionado Pixel Erbium ® atua no estímulo de colágeno e na remodelação dérmica, atenuando as cicatrizes tanto na profundidade quanto na superfície da cútis. Já a radiofreqüência fracionada Pixel RF ® age por mecanismo semelhante ao laser fracionado, porém também possui o estímulo térmico, que aperfeiçoa a remodelação dérmica”.

A escolha pelo equipamento vai depender da vontade da paciente, pois os resultados são semelhantes. “Os dois apresentam resultados super satisfatórios”, garante a médica, que destaca ainda que “o número de sessões para se obter um resultado desejável varia conforme o tipo de cicatriz, a quantidade e a profundidade das mesmas”. Em média são necessárias de três a cinco aplicações, com intervalo de 30 dias entre elas.

Pós-laser

Após a aplicação do laser, os cuidados que a paciente deve manter com a região tratada são simples, mas essências para obtenção do resultado ideal: uso de filtro solar duas a três vezes ao dia e hidratação da pele. “Após a primeira sessão, os resultados já são evidentes. Porém, o estímulo de colágeno persiste mesmo após o término do tratamento, sendo que, em média, após seis meses, a paciente irá apresentar uma pele bem mais lisa”, diz a dra. Jucirema.

Quem deve evitar o procedimento

As contraindicações tanto do laser quanto da radiofrequência fracionados são pessoas que tenham doenças de pele pré-existentes no local a ser tratado, grávidas ou mulheres que estejam amamentando, ter feito uso de isotretinoína nos últimos seis a nove meses, além de portadoras de marca-passo cardíaco e implantes metálicos próximos à área de tratamento.    

veja também