Manual dos perfumes: saiba o que existe por trás de um nome e uma embalagem

Manual dos perfumes: saiba o que existe por trás de um nome e uma embalagem

Atualizado: Quarta-feira, 30 Junho de 2010 as 9:14

Muitas pessoas sentem uma certa dificuldade na hora de comprar um perfume. Qual fragrância escolher: a versão fresh, a energize ou a light? A verdade é que a indústria de perfumes oferece uma variedade muito grande de produtos, mas que nem todo mundo consegue distinguir a diferença. Por isso, durante essa semana, vamos publicar um "dicionário perfumístico", com termos que você deve saber e entender para fazer uma boa compra.

Qual a diferença entre Ck One e Ck One Summer 2010 da Calvin Klein? Se você disser que o primeiro é a fragrância original, e que o segundo é lançamento de verão, não está errado. Mas se você disser que o Ck One Summer é uma pequena variação do original, e que isso é uma estratégia de marketing para emplacar uma nova fragrância, baseada no sucesso da sua precursora, também está correto. Muitas marcas lançam os chamados "flankers" como estratégia de marketing e financeira, economizando muitos milhões com novos desenvolvimentos. Mas será que é só isso mesmo?

Os rótulos dos perfumes, seus nomes e suas embalagens nos informam muita coisa sobre a fragrância que está dentro dela. Sabendo o significado de palavras-chaves que são muito usadas na indústria da perfumaria, te ajudará a escolher um perfume na hora de comprá-lo, e também será um indicativo de que possui cultura sobre perfume mais elevada do que a maioria das pessoas.

Por isso, vamos te ajudar a entender melhor o que está por trás das palavras usadas nos nomes impressos nos rótulos e das cores das embalagens. Você irá perceber que o mundo dos perfumes é muito detalhista, nada supérfluo e muito complexo, mas que não é difícil de desvendar!

Summer, Soleil, L'Eau D'Eté , Energize ou Energie -

Geralmente as fragrâncias de verão são versões mais energéticas ou mais frescas de um perfume. Notas mais cítricas, mais frisantes e solares são adicionadas na criação original. Muitas vezes também adiciona-se notas salgadas, de bronzeador ou outras que lembram a atmosfera olfativa da praia. Notas frutais também são muito comuns em versões de verão, adicionando uma nota mais acentuada na doçura do perfume original. Em termos de embalagem e frasco temos duas correntes – as que colocam cores pastéis para dar a noção de frescor; e as que colocam cores quentes como laranja e vermelho, para mostrar que o sol vai irradiar o perfume.

O Ck One original, por exemplo, lançado em 1995, era um perfume unissex, da família dos cítricos aromáticos. Com notas de cabeça de bergamota, limão, mandarina e notas verdes; notas de coração de jasmim, lírio do vale, rosa e orris; e notas de fundo de cedro, sândalo, âmbar e musgo. Já a versão atual, lançada para o verão de 2010 manteve algumas notas de saída, substituindo as notas verdes por notas de melancia,  tornando o perfume mais frisante, e com efeito fluído. O acorde de coração que antes era mais denso com jasmim, rosa e orris, foi substituído por folhas de violeta, lírio aquático, verbena, margarida, trazendo mais leveza ao perfume. A base trocou o musgo, sândalo e o âmbar, por musk, vetiver e patchouli. Já o frasco, trouxe mudanças radicais: matizes quentes bem intensas, de cor amarelo alaranjado.

Fresh, Ice ou Fraîche - São usadas nos nomes dos perfumes para indicar frescor ou leveza.

Geralmente as versões mais leves subtraem as notas especiadas dos perfumes originais. Já as versões Ice procuram adicionar notas que dão a sensação de gelado, como a menta ou mesmo o que a indústria chama de icy notes (notas geladas).

Para entender como um perfume se torna quimicamente mais fresco, vamos analisar dois perfumes da marca Chanel: Chance e Chance Eau Fraîche. A primeira, lançada em 2003, era um Chipre floral com notas de pimenta preta e limão na saída, combinadas com um buquê de jacinto, jasmim e íris, numa base de vetiver, patchouli, âmbar e musc branco. A segunda, lançada em 2007, se apresenta como uma versão mais vibrante, mais luminosa, que traz nuances mais frisantes, refrescantes e verdes. Notas de saída de cidra substituíram a picância da pimenta e trouxeram o efeito frizz; notas de íris foram subtraídas e o acorde ficou somente com as notas de coração de jacinto aquoso e jasmim. Notas de fundo chipre-amadeiradas, adicionaram o mogno. Já o frasco continuou o mesmo, somente a cor verde substituiu a original.

Aqua ou L'Eau –

Geralmente essas fragrâncias possuem notas aquosas, chamadas de aquatic ou watery notes. Muitas vezes o yuzu, lótus e madeiras flutuantes compõem estes perfumes. Algumas fragrâncias também podem trazer notas salgadas e minerais que lembram o mar. Muitas marcas optam por fazer um frasco fosco, para dar a impressão de congelado, ou optam por uma versão da mesma cor, só que diluída, mais suave.

Para efeito de comparação, vamos pegar duas fragrâncias da Guerlain: Guerlain Homme e Guerlain Homme L'Eau. O primeiro, lançado em 2008, um perfume cítrico aromático, com notas de bergamota, lima, lima Key, pelargonium, chá verde, menta, gerânio, ruibarbo, vetiver, cedro, rum e cana-de-açúcar. O segundo, o mais novo lançamento da marca em 2010, recebeu a versão L’Eau, que apesar de manter o acorde mojito, vem com uma saída bem mais cítrica, com notas de bergamota e grapefruit. O perfume é mais simplificado, mantendo somente as notas de menta e gerânio no acorde de coração, e um acorde de base com notas de rum, madeiras e musgo. O frasco perdeu a placa sólida de metal e ganhou um vidro fosco, mais leve e que passa a idéia de frescor.

Nesta quinta-feira, 1º de julho, vamos publicar a 2ª parte desse dicionário perfumístico, que trará informações sobre perfumes Light, White ou Tendre, Extreme, High, Absolute ou Intense.

Matéria escrita por Simone Shitrit - formada em Direito e administração de empresas. Atualmente trabalha no ramo da beleza como especialista em fragrâncias e consultora olfativa. Autora e editora do blog internacional sobre perfumes, perfumistas e perfumaria + Q Perfume Blog e do + Q Perfume Trends & Blends, que fala sobre tendências, lançamentos e tecnologias olfativas. É também crítica colaboradora do site americano PerfumeCritic.com e do site alemão Essenza Nobile

veja também