Moda carioca tipo exportação

Moda carioca tipo exportação

Atualizado: Sexta-feira, 16 Setembro de 2011 as 1:23

O Rio de Janeiro já foi protagonista de músicas, filmes, novelas e, caso você ainda não tenha percebido, também é palco de moda tipo exportação. As cores e cortes que fazem a cabeça dos cariocas são cobiçadas em outros estados e países.

Engana-se quem pensa que o negócio é só biquíni. Nada disso! O que todo mundo quer é um pouco de "carioquice" para si.

Pensando nisso, o Sistema Firjan, por meio do Senai Moda e Design, realiza o Alto Verão Carioca, que, em sua sexta edição, mostra para compradores o que é que as coleções de marcas tipicamente cariocas têm para o auge da temporada de calor.

"O Rio está em alta. Os compradores vêm de fora em busca do que traduz esse espírito carioca de ser", diz a Coordenadora do Senai Moda, Ana Paula Fonte. "Temos 70 compradores nacionais participando do evento, além de dois internacionais. A demanda pela moda do Rio é enorme pelas novidades e pelo espírito criativo carioca, que sempre surpreende", acrescenta.

Mais de 20 grifes do Rio participam do Alto Verão Carioca. Entre elas, nomes de peso como Lenny, Mara Mac, Maria Bonita Extra, Totem e Osklen. Além disso, há cinco pólos de moda, com expositores de roupas, moda praia, bijouterias e acessórios, que tem tudo para crescer e contam com um empurrãozinho da Firjan. "A ideia é dar suporte a quem tem produtos de qualidade mas ainda não são tão conhecidos pelo mercado", explica Ana Paula. Estão entre eles representantes de Niterói, Petrópolis, São Gonçalo, do sul fluminense e da própria cidade do Rio.

Entre as marcas que se destacam no circuito de showrooms e que vêm sendo procuradas pelos compradores, estão a Basthianna e a Agilità. A primeira é definida por fazer tudo com o jeitinho do Rio, para mulheres de todos os lugares, quanto que a segunda preza pela sensualidade chique.

"Para o Alto Verão temos a inspiração no Rio, no trabalho de Debret na cidade, em nossas peças", explica a Coordenadora de Estilo da Agilità, Alessandra Marins, há 25 anos no mercado. "Estampas, flores, renda, seda e bordados dão o tom da estação", diz ela, acrescentando que o despojado chique das mulheres cariocas faz o maior sucesso por aí.

veja também