No 3º dia da semana de Moda em Paris

No 3º dia da semana de Moda em Paris

Atualizado: Sexta-feira, 30 Setembro de 2011 as 12:05

Foi um dia diferente, no mínimo. Começou com a quebradeira de bancos na sala do desfile Balenciaga: três não resistiram ao peso dos convidados. Todos foram orientados a assistir ao show em pé. Se a coleção não fosse boa, com as hotpants pregueadas, as calças com bolsos e as misturas de texturas, de sedas, couros e metalizados, só se comentaria a história dos bancos.

Já em Manish Arora, os brilhos e bordados podem ter sido uma prévia do que o indiano fará no estilo da grife Paco Rabanne. Muitas calças ajustadas, como opções para os vestidos largos que circulam nesta semana. Mudança de criador também provocou diferenças na Balmain: o espirito luxuoso continua, sem os jeans destruídos do passado. Mas com todos os bordados, com um visual lembrando boleros de toureiros ou roupa de Mariachis mexicanos.

O melhor deste dia foi Rick Owens. Não o Owens revolucionário, alucinado, dos casacos-abrigos. E sim, o designer dos looks longos, em preto, branco ou terracota, vestidos, calças que se embolam, de tão longas e saias que arrastam pelo chao.

Usável, feminino, lindo como look, graças aos batons vermelhos que humanizam os cabelos esculturais, jogados para o alto e para trás.

veja também