Partículas de prata reduzem até 15% da transpiração

Partículas de prata reduzem até 15% da transpiração

Atualizado: Quarta-feira, 26 Setembro de 2012 as 3:57

Sinônimo de beleza e sofisticação para muitas mulheres, a prata - bastante conhecida por ser usada em confecções de joias e utensílios de luxo- vem sendo empregada também em diversos desodorantes devido aos seus poderosos ativos que reduzem em até 15% o suor das axilas.

Assim como o alumínio - principal substância antitranspirante utilizada pela indústria de cosméticos - a prata forma partículas ultrafinas capazes de controlar a saída do suor para a superfície da cútis e de inibir o crescimento das bactérias causadoras dos odores indesejáveis que acompanham a transpiração.  

“Esses fragmentos do metal agem como se fossem uma espécie de tampão, bloqueando a ação das glândulas sudoríparas e evitando que o suor entre em contato com a pele”, explica Adriano Almeida, dermatologista e diretor do Instituto de Pesquisa e Tratamento do Cabelo e da Pele (IPTCP).

Nos desodorantes

Apesar de ainda não ser muito conhecida do grande público quando o assunto é higiene pessoal, a prata tem despontado como uma alternativa para tratar e evitar os desconfortos causados pela sudorese. Isso porque, apesar de serem usadas em concentrações pequenas - de 2% a 10% - as moléculas do metal precioso incorporadas aos desodorantes oferecem resultados logo na primeira aplicação, e o melhor: sem provocar qualquer tipo de irritação.

“Como o nível da substância presente nos produtos antitranspirantes não é muito alto, ela não causa efeitos colaterais e nem possui contraindicações, pois a maioria dos usuários responde muito bem”, assegura Marcia Cristina Linhares, dermatologista, sócia titular da regional carioca da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD).

Entretanto, o componente, assim como qualquer outro, pode desencadear dermatites de contato (alergias) em pessoas que apresentam maior sensibilidade ao material.

Eles não fazem mal

Por muito tempo, uma corrente falsa divulgada pela Internet alegou que os desodorantes feitos com cloridrato de alumínio entupiriam os poros da pele e até causariam problemas de saúde. No entanto, essa teoria, segundo diversos especialistas no assunto, não passa de um mito. “Apesar de muita gente dizer que o alumínio favorece o surgimento até mesmo de câncer, é importante dizer que ele, assim como a prata que exerce praticamente a mesma função, não causa nenhum tipo de doença. Não existe nenhum estudo científico que comprove a teoria”, esclarece Adriano.

Outras funções

Além de ser eficaz no controle da transpiração, a prata também é um importante componente de cremes antibacterianos utilizados, principalmente, na limpeza de queimaduras e feridas. “Ela possui uma atividade antibacteriana muito eficaz e conhecida. Por isso, é bastante utilizada também em casos médicos”, ressalta Marcia.

veja também