Pele bonita para gordinhas

Pele bonita para gordinhas

Atualizado: Quinta-feira, 13 Outubro de 2011 as 11:13

A ditadura da moda por muito tempo impôs um padrão de beleza de mulheres altas e magérrimas, e isso se estendeu até os dias de hoje. Mas, ainda bem que a moda vem se adaptando às mulheres reais e abriu espaço para outro segmento que cresce cada vez mais, o de modelos plus size, mulheres com curvas e que sabem valorizar seu corpo por meio das roupas certas, maquiagem e, principalmente, por apresentarem uma pele incrível.

Também pudera, pois a genética dá uma forcinha para que essas mulheres saiam na vantagem com relação às magrinhas no quesito pele boa. Isso porque as faces mais gordinhas e arredondadas possuem menos rugas e, em geral, têm marcas menos profundas. Ponto para elas. 

Se você está acima do peso, pode tirar proveito dessa boa notícia para valorizar sua pele e ficar ainda mais bonita, mas precisa cuidar muito bem da cútis, porque, sem nenhuma intervenção, os quilinhos a mais na balança também podem provocar revezes que acabam com qualquer visual. Aprenda a se cuidar. 

Rotina de beleza

Segundo Estela Cardoso, fisioterapeuta dermatofuncional da Clínica Arthys, os cuidados essenciais para manter a pele bonita e saudável são lavar o rosto com um sabonete próprio e específico para seu tipo de pele, remover a maquiagem antes de dormir, utilizar maquiagem sem óleo (principalmente nas peles com tendência à formação de acne), utilizar filtro solar diariamente, fazer higienização profunda da pele frequentemente e não utilizar água quente para lavar o rosto para não aumentar a oleosidade. 

Feito isso, vale ressaltar algumas diferenças de aspectos da pele de quem está cima do peso. Quem explica é a Dra. Fabiane Mulinari Brenner, dermatologista do Hospital VITA Curitiba. “No rosto, gordinhas podem ter mais pelos por alterações hormonais associadas ao sobrepeso, além disso, dietas ricas em carboidratos (massas) têm sido associadas a maior incidência de acne”, diz Fabiane.

Para driblar esses aspectos negativos, o rosto pode receber peelings combinados (químicos e mecânicos), o que ajuda a prevenir o envelhecimento e estimular a formação de colágeno. Estela indica os peelings com intervalo de 10 a 15 dias entre cada sessão, no total de seis a 10 sessões. Gordinhas também podem se submeter às sessões de radiofrequência para reduzir a flacidez da pele e atenuar as rugas e linhas de expressão. A luz intensa pulsada é outra técnica muito utilizada para acelerar a renovação celular e estimular formação de novas células deixando a pele com aspecto mais jovem. Esses tratamentos podem ser feitos a cada 15 dias, entre seis e 10 sessões.

Pele do corpo

A pele do corpo das gordinhas também é diferente e exige cuidados especiais. “A atividade física é fundamental, mas não para perder peso, e sim melhorar a vascularização, o que muitas vezes, melhora o aspecto da celulite, que nada mais é que o acúmulo de líquido na região”, explica a médica.

Outras técnicas para aumentar a vascularização da pele e melhorar seu aspecto são os cremes que auxiliam nesse processo e tratamentos estéticos como drenagem linfática que evitam o inchaço local. Aparelhos de ultrassom, corrente russa e radiofrequência também são indicados porque visam estimular o colágeno da pele e contrair a gordura melhorando sua aparência.

Nas dobrinhas

Mulheres acima do peso ainda têm tendência a ter escurecimento da pele nas dobras. Isso pode ser melhorado com uso de cremes esfoliantes, clareadores e peelings. Se não se cuidarem, elas podem apresentar também pequenas lesões polipóides que aparecem nas axilas e virilha associadas ao ganho de peso. Tais lesões, porém, são facilmente removidas em consultório dermatológico. Para evitar as estrias que são frequentes na pele o ideal é usar um bom hidratante, cremes com derivados ácidos e peelings e laser que são realizados também pelo dermatologista.

veja também