Pele e cabelo: cuidados redobrados no inverno

Pele e cabelo: cuidados redobrados no inverno

Atualizado: Segunda-feira, 19 Julho de 2010 as 12:29

Muitas pessoas redobram os cuidados com a pele e cabelo somente no verão e esquecem que durante o inverno os tratamentos devem ser mantidos, uma vez, que as baixas temperaturas, o vento e, principalmente, os banhos muito quentes e demorados são fatores principais para danificar a saúde e a beleza da pele e cabelo.

O dermatologista do Hospital e Maternidade Beneficência Portuguesa, Valter Claudino alerta que a baixa umidade do ar, a diminuição da transpiração, o uso de roupas inadequadas também colaboram para o ressecamento da pele, alergias, descamações e cabelos desidratados.

Nessa época do ano o ideal é evitar água muito quente, pois ela desgasta a gordura existente na camada superficial da pele deixando-a mais sensível a penetração de bactérias e fungos, além do aparecimento ou agravamento de problemas dermatológicos, como a psoríase, dermatites e as caspas muito comuns nesta época. Algumas áreas ficam mais pré-dispostas a infecções como virilha, axilas e pés.

A pele do rosto é a que mais sofre com as baixas temperaturas e o ideal é limpá-la com água morna e sabonete com glicerina. No corpo é permitido abusar dos hidratantes, melhor aplicá-lo com a pele ainda úmida para maior absorção. Mesmo no inverno o filtro solar deve ser utilizado de acordo com o tipo de pele.

Os cabelos também sofrem com as baixas temperaturas e para mantê-los nutridos e bonitos durante este período deve-se hidratá-lo com produtos derivados de vegetais. Os condicionadores e cremes sem enxágue devem ser utilizados da metade para baixo do comprimento dos fios, evitando o contato com o couro cabeludo. Já os secadores de cabelo devem ser utilizados longe dos cabelos para evitar o aquecimento do couro cabeludo e evitar descamações.

Segundo o especialista, é importante ficar atento durante a escolha das roupas, dando preferência aos casacos e blusas de moletom, algodão ou flanela. "A lã e os fios sintéticos devem ser utilizados com uma camiseta de algodão por baixo para evitar contato direto com a pele, prevenindo alergias", recomenda o médico.

As crianças também precisam de cuidados, pois são mais vulneráveis aos problemas de pele e podem ser atingidas pela dermatite atópica - alergia crônica – um tipo de ressecamento, que ocorre em razão da falta de hidratação do organismo, causando coceiras e lesões, que podem formar crostas e soltar secreções.

"Com o frio os lábios ressecam e também precisam de hidratação, já as unhas podem enfraquecer, quebrar e descamar. Por isso,  ao passar hidratante nas mãos é importante não se esquecer das unhas, já que elas também são uma entrada para as infecções", explica o especialista.

veja também