Pés femininos x Inverno

Pés femininos x Inverno

Atualizado: Terça-feira, 27 Maio de 2008 as 12

Pés femininos x Inverno

Ao contrário do verão, quando os pés ficam à mostra e "respiram" à vontade, o inverno é o período em que eles ficam reclusos. A conseqüência é um aumento do número de problemas ligados à saúde dos pés, como fungos e outros germes. Entre as mulheres, um agravante: além do clima úmido, o sapato social, geralmente fechado ou de salto, submete os pés a situações pouco confortáveis, levando a problemas também. Outro fator é a falta de atenção aos pés durante o período, já que esteticamente eles não serão expostos.

Em meio a este contexto, o podólogo Alessandro Guerra, coordenador técnico da rede de podologia Doctor Feet, alerta para os cuidados que devem ser tomados. "A transpiração dos pés torna-se ainda mais intensa no inverno devido ao uso constante de calçados fechados. É preciso lavar e secar muito bem os pés depois do banho, evitar o uso de calçados apertados e usar meias de algodão, entre outras medidas preventivas", esclarece.

Para evitar micoses, o ideal é fazer a assepsia (limpeza) com um podólogo e fazer uso de loções e cremes específicos. Em casos extremos, quando há necessidade de extração total ou parcial da unha, pode-se também fazer uma reconstituição. "O processo é simples. Consiste apenas na remoção da parte deteriorada com substituição por uma órtese em acrílico", explica Alessandro, lembrando que este serviço requer um acompanhamento de um médico dermatologista, sendo somente ele habilitado a receitar medicamentos.

Outro problema enfrentado é a unha encravada causado pelo corte inadequado das lâminas (unhas). "É possível corrigi-lo com a utilização de aparelhos fabricados em fibra molecular, órtese metálica ou órtese elastodôntica, informa o podólogo. O equipamento é colocado por cima da unha com o objetivo de corrigir a curvatura da unha auxiliando no seu crescimento correto. O tratamento dura de três a quatro meses.

É no inverno também os calos costumam incomodar ainda mais. Duros, sensíveis ao toque e arredondados, eles se desenvolvem nas saliências ósseas da parte de cima dos dedos dando ao pé aspecto descuidado. "Nesses casos, é importante que as pessoas procurem atendimento especializado e evite fazer uso de calicidas, pois podem causar sérias inflamações", ressalta o podólogo Alessandro Guerra.

Pés sempre saudáveis

·Lave e seque muito bem os pés depois do banho para prevenir o surgimento de frieiras.

·Nunca fique descalço em banheiros públicos.

·Evite o uso de sapatos apertados.

·Experimente sapatos no fim da tarde porque os pés costumam inchar ao longo do dia.

·Use meias de algodão.

·Lixe as calosidades pelo menos uma vez por semana. Não corte calos ou calosidades;

·Prefira que um podólogo execute o corte de suas unhas. As unhas não podem ser aparadas muito rentes.

·Use hidratante próprio para os pés diariamente, massageando as áreas com maior calosidade.

·Se a pele estiver muito seca, passe hidratante e coloque meias para dormir.

·Deixe a unha sem esmalte pelo menos uma vez por semana para evitar o ataque dos fungos.

·Você ficou muito tempo em pé ou caminhou demais. Faça uma bela massagem com óleo ou creme apropriado e deite com os pés mais elevados, apoiados sobre um travesseiro ou almofada.

·Procure andar descalça sempre que possível.

·Role uma bola de tênis sob os pés para aliviar a dor das arcadas.

·Caso você esteja com algum problema nos pés, consulte um podólogo.

veja também