Proteção: use tecnologia para curtir o verão sem danificar a pele

Proteção: use tecnologia para curtir o verão sem danificar a pele

Atualizado: Sexta-feira, 3 Dezembro de 2010 as 11:40

Nas décadas de 60 e 70, era comum as mulheres usarem óleos à base de cenoura, urucum e coco para conseguir um tom de pele dourado. Elas não sabiam que essa mistura estimulava o surgimento precoce de rugas e marcas de expressão. E o pior de tudo: se expunham ainda mais ao risco de ter câncer de pele.

Na década de 70, pesquisadores criaram um produto que evitava as queimaduras provocadas pelo sol. Era o início da era dos filtros solares. Mas foi somente no começo dos anos 80 que surgiram as primeiras versões que, além de evitar a sensação de ardor, ajudavam a prevenir outros efeitos nocivos, como o fotoenvelhecimento. A partir daí, os protetores foram pouco a pouco tomando o lugar dos óleos bronzeadores. E a vontade de deixar o bronzeado em dia foi substituída pela preocupação com os danos que ele causava à pele.

Com o avanço dos estudos sobre o tema, os filtros passaram a agregar benefícios. Hoje, há diferentes texturas e formas de apresentação. Tudo para satisfazer diversos tipos de pele. “Já que esse produto deve ser usado diariamente, as indústrias começaram a acrescentar à fórmula substâncias antioxidantes, hidratantes e muito mais, de acordo com a necessidade de cada pele”, afirma o dermatologista Otavio Macedo, de São Paulo. Os protetores ainda não são perfeitos ou completos, por isso deixam passar uma parte da radiação. “Sendo assim, é importante que os filtros também contenham, por exemplo, antioxidantes que possam neutralizar os efeitos da luz ultravioleta”, completa a dermatologista Denise Steiner, de São Paulo. A seguir, você encontra uma seleção do que há de mais novo no mercado para ajudá-la a conquistar um bronzeado seguro.

veja também