Qual usar: xampu com ou sem sal?

Qual usar: xampu com ou sem sal?

Atualizado: Quinta-feira, 8 Novembro de 2012 as 11:32

 

Fomos atrás do que realmente são os xampus que estão sendo vendidos e se realmente funcionam, quais os males que eles causam. Mas, antes de mergulhar de cabeça — e madeixas — na nova onda, convém primeiro desfazer uma eventual confusão: o sal da fórmula do xampu não é o mesmo usado no preparo de alimentos. Pode-se dizer que eles são parentes.

 

XAMPU SEM SAL

Ele protege na medida certa e por isso pode ser usado em todos os tipos de cabelo

 

XAMPU COM SAL

Uma pitada de cloreto de sódio faz diferença na viscosidade do produto.

A versão com sal desidrata os fios, deixando- os secos e sem brilho e maciez. Isso porque ele depositaria, na superfície do couro cabeludo, microcristais do mineral, responsáveis por potencializar a ação negativa dos raios ultravioleta. Esses microcristais funcionariam como uma espécie de lente de aumento dos raios, agravando o processo de ressecamento.

Para completar o estrago, o cloreto de sódio é acusado de remover em demasia a gordura natural dos cabelos, uma espécie de barreira protetora produzida pelas glândulas sebáceas da pele. Em excesso, essa gordura deixaria os fios oleosos e sem brilho. Sua deficiência, porém, provocaria secura e desidratação. E é exatamente aí que residiria a vantagem do xampu sem sal: retirar a oleosidade das madeixas de forma equilibrada, deixando-as protegidas na medida certa.

Por esse motivo, o xampu sem sal poderia ser usado para tratar todos os tipos de cabelo — em especial os ondulados, que se ressecam com maior facilidade.

A verdade é que são muitos os fatores responsáveis por danificar os cabelos. Além do calor, seu principal agressor, temos a baixa umidade do ar e os procedimentos químicos, como alisamentos e colorações, que, quando não realizados corretamente, lesionam a cutícula, estrutura externa dos fios. 

veja também