Quando a gagueira do seu filho pode ser um problema?

Quando a gagueira do seu filho pode ser um problema?

Atualizado: Terça-feira, 23 Dezembro de 2008 as 12

Durante a infância, é comum que as crianças gaguejem durante a fase em que começam a articular as primeiras palavras e iniciam o desenvolvimento da linguagem oral. A fala se desenvolve nos três primeiros anos de vida e, até os 6 anos de idade, ainda é comum que as crianças tenham certa dificuldade em pronunciar algumas palavras mais complexas. Mas até que ponto gaguejar não é um problema? Como saber se essa gagueira não é crônica?

"É muito importante que os pais fiquem atentos à fala das crianças, que podem vir a apresentar alguma disfluência. caso haja suspeita de gagueira, ela deve passar por uma avaliação de um profissional especializado, no caso, o fonoaudiólogo. Ele fará uma análise completa para avaliar o grau de gagueira do seu filho", explica Erica Ferraz, fonoaudióloga do Grupo Microsom, uma das mais conceituadas empresas de soluções auditivas e a única em tratamento da gagueira.

A gagueira pode atrapalhar o desenvolvimento da personalidade, o aprendizado da criança na escola e o convívio social. Ao não conseguir pronunciar corretamente determinada palavra, a criança pode ficar insegura e se sentir incapaz, acarretando bloqueios de ordem psicológica que afetarão sua vida mais adiante, além de ocasionar ansiedade e timidez excessivas. Em muitos casos, ela se isola do grupo de amiguinhos por vergonha de falar e ser satirizada pelos demais.

Por passarem bastante tempo com as crianças, os professores também podem detectar um aluno com disfluência, mas nem sempre estão preparados para lidar com este problema. "Quanto mais cedo for diagnosticado o problema, maior será a possibilidade de realizar um tratamento adequado. As pessoas também costumam associar a guagueira a baixo desenvolvimento intelectual, o que não é verdade. A pessoal com disfluência tem inteligência normal", explica a fonoaudióloga.

De acordo com o IBGE, a população brasileira é de 192 milhões. Segundo o Instituto Brasileiro de Fluência (IBF), a incidência da gagueira no Brasil é de 5%, ou seja, 9,5 milhões de brasileiros estão passando por um período de gagueira neste momento. Este número é maior do que a população da cidade do Rio de Janeiro. Já a prevalência da gagueira é de 1%, ou seja, 1,9 milhão de brasileiros gaguejam há muitos anos de forma persistente, crônica. Este número é maior do que a população de Manaus ou Curitiba.

O Grupo Microsom comercializa o SpeechEasy, único aparelho no mundo para tratamento da gagueira. Trata-se de um dispositivo portátil, personalizado e usado na orelha. O SpeechEasy trabalha a partir de duas grandezas: tempo e freqüência. Estes dois elementos simulam o efeito coro, um fenômeno natural que reduz a gagueira e que permite às pessoas falarem mais fluentemente. O SpeechEasy simula este efeito, fazendo com que a pessoa ouça a sua própria voz com um pequeno atraso. Esta tecnologia possibilita o aumento da fluência em diversas situações, melhorando a qualidade de vida do indivíduo.

 

veja também