Saiba antes de fazer uma massagem

Saiba antes de fazer uma massagem

Atualizado: Terça-feira, 18 Outubro de 2011 as 2:25

No Peixe Urbano, por exemplo, a oferta de massagens relaxantes aumentou 500% em um ano (comparando o último trimestre ao mesmo período de 2010), segundo o site.

O Spa Week, evento que oferece esses serviços a preços promocionais por duas semanas, já chegou à quinta edição no Brasil e se espalhou por cinco Estados. Graças a isso, 20 mil pessoas pisaram em um spa pela primeira vez na vida até a penúltima edição, em abril deste ano.

A última edição foi neste mês, mas os números não estão fechados. "Estão crescendo. A cada edição 60% dos atendidos são novos clientes", diz Elaine Vieira, da Associação Brasileira de Clínicas e Spas.

A popularização tem seu lado bom: torna as técnicas de massoterapia mais conhecidas.

"As pessoas têm mais consciência de que podem recorrer a esse recurso terapêutico sempre que precisarem e começam a abandonar a ideia de que massagem é esotérica", diz Afonso William Ribeiro, presidente da Associação Nacional dos Terapeutas.

COMO UM PRODUTO

O lado ruim é que muitos compram terapias como se fossem produtos. "Toda massagem tem indicação e contraindicação", diz Perla Teles, fisioterapeuta e membro do Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional.

Ninguém deve sair da sessão pior do que entrou, diz o terapeuta Afonso Ribeiro. "A pessoa pode sentir uma dor durante, mas não ficar dolorida depois."

Uma questão é a qualificação profissional. Massoterapia não é regulamentada e cada técnica exige conhecimento específico.

A massagem ayurvédica, por exemplo, deve ser orientada por alguém que tenha conhecimentos profundos em medicina ayurveda, explica Homero de Azevedo, da Academia Internacional de Ayurveda Yoga do Brasil e Terapias Integradas. "É preciso entender de fitoterapia, além de conhecer o perfil da pessoa. Ayurveda não é massagem com óleo quente."

Segundo Azevedo, o melhor é fugir de pacotes que não incluam pré-consulta ou ao menos o preenchimento de um questionário.

BENEFÍCIOS

Quando bem aplicada, a massagem relaxa, ajuda a tratar o estresse e a dor crônica, segundo a fisiatra Marta Imamura, do Hospital das Clínicas de SP.

Ela foi coautora de uma revisão de estudos científicos sobre os benefícios da massagem no tratamento da dor lombar inespecífica --sem causa determinada.

O artigo avaliou 13 estudos. Em oito, a técnica foi comparada a tratamentos como acupuntura e fisioterapia. A massagem foi tão ou mais eficaz que os outros. "A dor causa contração muscular. A massagem relaxa o músculo e aumenta a circulação sanguínea."

Os resultados dos estudos foram com tratamentos mais longos (duas sessões por semana por dez semanas), mas uma só sessão já traz efeitos.

"Muitos compram pacote sem conhecer o local, a técnica e o profissional."

A maioria das massagens é contraindicada em casos de câncer, doenças de circulação e de pele. "Quem tem problema vascular e não fez consulta prévia pode sofrer embolia pulmonar na drenagem linfática", diz Teles.

veja também