Saiba escolher seu autobronzeador e garanta uma cor dourada para o verão

Saiba escolher seu autobronzeador e garanta uma cor dourada para o verão

Atualizado: Terça-feira, 1 Dezembro de 2009 as 12

Corpo moreno é lindo, sexy, lembra o verão e, ainda por cima, disfarça as gordurinhas e a celulite. É verdade. Pode reparar que quando você está mais branca os furinhos ficam mais evidentes. Por outro lado, já não é novidade que tomar sol demais ou sem proteção faz mal à saúde, pode deixar a pele com aspecto envelhecido, causar manchas ou flacidez e até mesmo levar ao câncer.

A solução encontrada pela indústria dos cosméticos foi o autobronzeador. De acordo com a dermatologista Carla Bortoloto, especialista em medicina estética do Iptcp (Instituto de Pesquisa e Tratamento do Cabelo e da Pele), ele possui uma substância química chamada de dihidroxiacetona, que causa uma reação com a camada mais superficial da pele e dá o aspecto bronzeado sem prejudicar as células, liberar radicais livres ou apresentar riscos à saúde.

- Ele é diferente do bronzeador comum, porque não depende do sol para fazer efeito e por isso é mais seguro e recomendado pelos médicos.

Apesar de ser mais indicado, muitas pessoas acreditam que esse produto deixa a pele alaranjada, com um aspecto artificial. Porém, graças a tecnologia e a evolução dos autobronzeadores é possível conquistar uma cor dourada e supernatural, como se a pessoa tivesse curtido as férias de verão com um sol de rachar.

- O aspecto artificial pode ser evitado através da escolha adequada do autobronzeador. Realizar uma esfoliação da pele antes de aplicá-lo e depois usar um óleo ou um creme hidratante ajuda a deixar o bronzeado mais bonito.

Além disso, Carla recomenda evitar a aplicação do autobronzeador no rosto e nas áreas do corpo com pele mais grossa, como por exemplo, mãos, pés, cotovelos e joelhos.

- Para adquirir um bronzeador mais intenso e mais natural, é indicado o uso do produto a cada três dias.

O melhor de tudo é que todas as pessoas podem utilizar os autobronzeadores, até mesmo as mais muito branquinhas. O único cuidado para antes da aplicação.

- É necessário que a pessoa faça um teste em uma pequena área do corpo para ver se alérgica a alguma substância do produto.

Outra opção não prejudicial à pele são os nutricosméticos, os cosméticos em cápsulas. A Innéov (marca criada pela parceria da L´Oréal com a Nestlé) e a Imedeen, por exemplo, lançaram cápsulas com ação antioxidante, que combatem os efeitos nocivos desencadeados pela fotoexposição exagerada, e que prometem deixar a pele com uma cor naturalmente bonita, graças ao betacaroteno, que também está presente em alimentos como a cenoura e o tomate.

Os nutricosméticos podem ser encontrados em farmácias comuns e de manipulação e não precisam de receita médica. Apesar disso, Carla aconselha fazer uma visita ao dermatologista para que ele possa avaliar as necessidades da pele de cada um.

Por: Nadia Heisler

veja também