Saiba mais sobre a Celulite

Saiba mais sobre a Celulite

Atualizado: Segunda-feira, 13 Outubro de 2008 as 12

Saiba mais sobre a Celulite

A celulite é uma condição que afeta entre 85% e 98% da população feminina mundial, sendo considerada pelas mulheres uma das maiores inimigas da sua beleza. Apesar de não haver consenso médico sobre a origem da celulite, acredita-se que ela esteja relacionada ao estrógeno, hormônio sexual feminino, que provoca retenção de líquido entre as células de gordura e as fibras dos tecidos subcutâneos. Com o acúmulo de líquido, os vasos sangüíneos da derme ficam comprimidos e a circulação é prejudicada. As fibras do tecido subcutâneo ficam irregulares e as células adiposas se projetam na derme, causando a aparência dos "furinhos".

Mas a causa da celulite não é apenas hormonal. É influenciada pela genética, pelo aumento do IMC (índice de massa corporal), alimentação inadequada, sedentarismo e fumo.

A celulite é classificada em quatro níveis:

Grau 1: Não há furinhos visíveis, mas eles aparecem quando a pele é apertada. Grau 2: Os furinhos já são visíveis sem a necessidade de se contrair a pele, mas ainda não comprometem grandes regiões. Grau 3: O aspecto casca de laranja se espalha pelo bumbum e pelas coxas. Há gordura localizada, nódulos endurecidos e inchaço. Grau 4: Os nódulos são grandes e endurecidos, com ondulações muito aparentes, e as pernas ficam pesadas e cansadas. Uma pesquisa realizada pelas dermatologistas Dóris Hexsel e Magda Weber revelou o quanto as brasileiras se preocupam com a celulite. A maioria das entrevistadas (67%) afirma que a celulite atrapalha a sua vida e 56% não tiram a canga ou o short na praia ou na piscina. Mais de um terço (36%) sentem vergonha de que o marido perceba os furinhos e 23% ficam constrangidas na vida sexual por exibir o problema.

Não há um tratamento estabelecido como padrão para enfrentar a celulite. Entretanto, as estratégias devem incluir uma alimentação adequada, pobre em gorduras e rica em fibras (legumes, verduras e frutas), com o consumo de pelo menos dois litros de água por dia. Aliado à dieta, outro item fundamental é a prática regular de exercícios físicos, sendo recomendada a musculação para fortalecer os músculos e promover queima de gordura na região afetada.

veja também