Saiba quais são os óleos essenciais mais conhecidos e o que eles fazem por você

Saiba quais são os óleos essenciais mais conhecidos e o que eles fazem por você

Atualizado: Sábado, 11 Abril de 2009 as 12

Os óleos essenciais são a forma mais concentrada de energia vegetal que existe. São raros e preciosas fontes de beleza e bem-estar. Ricos em nutrientes, com apenas uma gotinha de óleo essencial já é possível sentir os benefícios para saúde e para o corpo em geral, da cabeça aos pés.

Com propriedades terapêuticas, a qualidade do óleo essencial é garatida pelo controle de sua obtenção. Normalmente o processo do cultivo das plantas aromáticas das quais são retiradas essas essências é absolutamente vigiado e acompanhado por profissionais.

Segundo Maurício Pupo, farmacêutico e professor de cosmetologia, o óleo essencial nada mais é do que uma parte da planta obtida em laboratório por meio de processos complexos nos quais o vapor de água é capaz de passar pela planta retirando os nutrientes especiais e outras propriedades, como o cheiro.

De acordo com o especialista, todas as características de uma planta têm funções específicas.

- A rosa, por exemplo, é cheirosa para poder atrair as abelhas, que são responsáveis por polinizar a flor, fazendo a reprodução da planta e dando continuidade a vida da espécie na Terra. A flor de laranjeira também possui o odor como forma principal de atrair as abelhas.

O óleo essencial da laranja doce pode ser colocado no difusor para servir como estimulante da apetite e da digestão ou pode ser aplicado - apenas uma gota na face e no máximo quatro no corpo - como clareador de manchas da pele, mas longe da exposição solar. Quando utilizado no banho, ele é capaz de relaxar.

Pupo ainda cita o caso da melaleuca, que nasce no meio do pântano, em um ambiente quente e cheio de lodo. Apesar de viver nessas condições, essa planta cresce sempre forte graças às propriedades presentes em seu caule, que possui um óleo muito rico.

O óleo essencial de melaleuca é um poderoso anti-séptico e fungicida. É cicatrizante e pode ser utilizado em quase todos os tipos de infecções cultâneas. Alivia a dor e evita a ocorrência de frieiras e feridas nos pés. Também pode ser usado para tratar micoses nas unhas e acne.

A lavanda, por sua vez, é mundialmente conhecida pelo seu perfume inconfundível, seu poder calmante e tranquilizante e pela capacidade antiestresse. Não é a toa que o óleo essencial de lavanda é o mais consumido no mundo todo.

- Trata-se de um produto natural muito rico. Para se obter trinta gotas desse óleo, são necessários quatro ou cinco quilos de lavanda. É a própria natureza em contato com você.

Se você achou absurdo, espere até saber o caso da rosa.

- Para obter um litro de óleo essencial de rosa, são necessários três toneladas de petálas da flor. A presença de óleos essenciais naturais nos perfumes dão a eles um caráter único e a capacidade de permanecer na pele por mais tempo.

O óleo essencial de rosa é um dos mais caros do mundo e é indicado para cuidados com a pele envelhecida e ressecada, agindo como um poderoso anti-idade. Além disso, ele clareia a pele do rosto, uniformizando-a, e controla a oleosidade e a pigmentação da pele. É considerado afrodisíaco, cicatrizante e confortante. Não há contra-indicações conhecidas para o uso desse óleo.

Apesar de serem 100% naturais, é importante consultar um aromaterapeuta, dermatologista ou homeopata antes de iniciar qualquer tratamento com os óleos essenciais, até mesmo para que os benefícios sejam mais bem aproveitados por você.

Fonte consultada: Manual Técnico WNF (World´s Natural Fragrancies) Saúde e Beleza, 3ª edição, do autor Fernando Amaral

veja também