Sem estrias

Sem estrias

Atualizado: Terça-feira, 25 Outubro de 2011 as 10:14

Agora é hora de ensinar como combater as estrias, um dos problemas mais temidos pelas mulheres. Temos, porém uma má notícia: elas não têm cura. Mas existem tratamentos que conseguem disfarçá-las. Veja quais.

Para começar, as estrias são cicatrizes que surgem na pele quando as fibras elásticas e colágenas se rompem. Isso acontece, principalmente, em casos de grandes variações de peso. "Por isso na adolescência, na gravidez e quando a pessoa engorda muito é mais comum que as estrias apareçam", diz a dermatologista Fabiana Simões Pietro. O problema é mais comum em mulheres do que homens e as regiões mais afetadas são mamas, glúteos e pernas.

A dermatologista Patrícia Rittes indica o laser Matrix no tratamento das estrias. Segundo a médica, ele melhora 60% o aspecto das "listras" na pele. "É um laser fracionado com radiofrequência que faz microfuros na estria, estimula a produção de colágeno em volta dela e faz com que ela desapareça".

Outra opção que costuma ser mais eficaz, de acordo com Patrícia, é combinar duas frentes de tratamento: injeção de vitamina C intercalada com laser Matrix. "A injeção de vitamina C é feita ao longo de toda estria, com agulhas bem finas, que estimulam a produção de proteínas da pele", explica Patricia. O ideal é fazer 10 sessões de injeção de vitamina C e 4 sessões de laser Matrix. Mas o indicado é que esses tratamentos sejam feitos antes da chegada do verão, porque a exposição ao sol deve ser evitada.

A dermatologista Katia Volpe diz que são necessários tratamentos diferentes para cada tipo de estria. "As estrias brancas, que são mais antigas, são mais difíceis de tratar e, por isso, precisam de um estímulo mais potente. Já as vermelhas otimizam a melhora", afirma a médica.

Para as brancas, Katia indica laser fracionado de CO2, que emite calor e estimula a produção de colágeno e elastina. A médica diz que são necessárias de 6 a 8 sessões, uma por mês e devem ser feitas também antes da chegada do verão. Já para as vermelhas, carboxiterapia, luz pulsada e peelings químicos costumam ajudar a minimizar o aspecto.

veja também