SPM quer tirar do ar comercial com Gisele Bündchen

SPM quer tirar do ar comercial com Gisele Bündchen

Atualizado: Quarta-feira, 28 Setembro de 2011 as 2:16

A Secretaria de Políticas para as Mulheres quer tirar do ar o comercial da Hope com Gisele Bündchen. Segundo nota liberada em seu site oficial, a secretaria diz que desde que o comercial Hope Ensina foi ao ar, no dia 20 de setembro deste ano, a sua Ouvidoria recebeu uma série de reclamações de indignação com o conteúdo.

Gisele passa por situações consideradas certas e erradas na hora de dar uma notícia ao marido. Na forma certa, a top aparece de lingerie.

A propaganda promove o reforço do estereótipo equivocado da mulher como objeto sexual de seu marido e ignora os grandes avanços que temos alcançado para desconstruir práticas e pensamentos sexistas. Também apresenta conteúdo discriminatório contra a mulher, infringindo os arts. 1° e 5° da Constituição Federal, explica o comunicado da Secretaria.

Já a Hope, em resposta às acusações, disse que o objetivo da propaganda é mostrar de forma bem humorada a sensualidade da mulher brasileira, que possui reconhecimento mundial.

Os exemplos nunca tiveram a intenção de parecer sexistas, mas sim, cotidianos de um casal. Bater o carro, extrapolar nas compras ou ter que receber uma nova pessoa em sua casa por tempo indeterminado são fatos desagradáveis que podem acontecer na vida de qualquer casal, seja o agente da ação homem ou mulher. Foi exatamente para evitar que fôssemos analisados sob o viés da subserviência ou dependência financeira da mulher que utilizamos a modelo Gisele Bundchen, uma das brasileiras mais bem sucedidas internacionalmente.

Gisele está ali para evidenciar que todas as situações apresentadas na campanha são brincadeiras, piadas do dia-a-dia, e em hipótese alguma devem ser tomadas como depreciativas da figura feminina. Seria absurdo se nós, que vivemos da preferência das mulheres, tomássemos qualquer atitude que desvalorizasse nosso público consumidor, informou a marca em carta para a imprensa.

veja também