Tingir roupas é saída para quem quer renovar o guarda-roupas

Tingir roupas é saída para quem quer renovar o guarda-roupas

Atualizado: Quinta-feira, 11 Novembro de 2010 as 11:15

Você está enjoada das suas roupas? Quer deixá-las com uma pegada mais atual? Ou manchou aquela blusa que você tanto gosta? Pois saiba que não precisa gastar dinheiro para comprar peças novas. Uma solução mais econômica é investir no tingimento.

A técnica é indicada para aplicar em peças que tenham, no mínimo, 50% de fibra de algodão. O processo renova a cor de peças, muda totalmente a cor (você pode tingir uma blusa amarela de azul, por exemplo) ou cobre manchas indesejadas. Os tecidos mais comuns para o tingimento são jeans, sarja, seda, veludo, moletom, plush, cotton, crochê e toalhas. As fibras de lã acrílica, lã natural, poliéster, lycra, suplex e sintéticos, em geral, não suportam os processos de tingimento têxtil e deixam os tecidos manchados mesmo após diversas tentativas.

Para realizar o processo de tingimento no que diz respeito a tonalidades é muito simples. As marcas de pigmentos oferecem um leque amplo de tons que seguem as últimas tendências de cores da moda. Além disso, o custo dos pigmentos é baixo e não deixa a peça com aspecto artificial.

Você pode optar por fazer o tingimento em casa ou procurar uma empresa que faça o processo. Para tingir em casa, é preciso muito cuidado para deixar o tecido com uma cor uniforme. O pó Guarany e o Tupy são pigmentos com diversas cores e ótimos para o tingimento caseiro. Confira algumas dicas de como fazer:

1º passo: Antes de iniciar o tingimento, lave bem o tecido ou a peça com sabão e não use amaciante. É necessária a remoção de acessórios como botões na hora do tingimento; 2º passo: Coloque água em uma panela velha (é melhor que seja velha porque vai aderir a tonalidade), adicione o pigmento e dissolva bem; 3º passo: Antes de adicionar o tecido, deixe a água ferver com o corante. Isso é essencial para a cor aderir uniformemente à peça; 4º passo: Após colocar o tecido na panela, deve-se mexer com um bastão ou colher de pau. É necessário mexer constantemente, porque se o tecido ficar parado, ele ficará manchado; 5º passo: Quando o tecido ficar da cor que você quer, tire-o da água e passe embaixo da torneira com água gelada, torça bem e coloque para secar no varal; 6º passo: Quando a peça estiver seca, mergulhe-a no amaciante para dar mais maciez ao tecido.

Esse processo vale no caso de tingimento de peças mais claras para tons mais escuros. As peças de cores escuras devem ser tingidas com a cor original ou outra mais forte.

Não esqueça que para fazer o tingimento caseiro, é necessário lembrar das cores primárias (magenta, amarelo e azul ciano). É que, nesse caso, é preciso somar o tom da peça com a cor do pigmento para resultar na cor desejada. A gente explica: é que se você deseja tingir uma blusa amarela de azul, é só adicionar o pigmento verde. Se a blusa for rosa e desejar a tonalidade roxa, é só adicionar o pigmento azul. Ou se a blusa for azul e desejar a cor verde, adicione amarelo.

Se não tiver tempo de fazer os processos em casa ou se prefere não arriscar, entre em contato com uma empresa de tingimento, que além de alterarem a cor, podem inovar nas texturas e efeitos da peça, se você desejar. Nossa dica é a rede Restaura Jeans, que tem 200 lojas e pontos de captação. Eles oferecem aos seus clientes tingimento, costura, customização de roupas, lavanderia (estonagem de jeans), renovação e cuidados com peças de couro, como jaquetas, bolsas e sapatos. Consulte a relação das lojas no site da empresa.

veja também