7 dicas para melhorar seus hábitos alimentares

7 dicas para melhorar seus hábitos alimentares

Atualizado: Segunda-feira, 26 Julho de 2010 as 9:06

Quando falamos em alimentação saudável é importante prestar atenção em duas coisas, primordialmente: o que comemos e quando comemos.

Algumas pesquisas dizem que até mesmo onde comemos também influencia nossos hábitos alimentares (leia mais aqui). Outro ponto importante para quem está tentando mudar seus hábitos alimentares é o fato de que não é preciso prestar atenção ao que se come 100% do tempo (aliás, isso pode ser até mesmo um indicativo de um transtorno chamado ortorexia). E caso alguma coisa dê errado um dia ou outro, não se culpe. Isso leva ao estresse e à ansiedade, dois fatores que fazem você comer mais e preferir alimentos de pior qualidade (leia mais aqui).

E se você quer ter uma alimentação mais saudável, selecionamos algumas dicas para melhorar seus hábitos alimentares.

1. Hidrate-se

Hidratar-se não se limita apenas a tomar água ou sucos. Saladas, por exemplo, são ótimas fontes de líquidos.

2. Não coma demais nem de menos

Excesso de comida não é saudável. Evitar comer também não. Maneire nas porções e coma a cada 3 ou 4 horas.

3. Coma devagar

Mastigue a comida. Além de gastar mais energia para comer, você facilita o trabalho do estômago. Outra coisa: o cérebro leva um tempo para saber que você está se alimentando e chegando ao nível de saciedade. Comer devagar dá tempo dele dizer “ok, barriga cheia”. (leia mais aqui)

4. Coma em horários regulares

Não pule refeições e tente manter as principais (café da manhã, almoço e jantar) nos horários corretos, todos os dias. Isso faz que seu organismo também se prepare para as refeições e não se estresse.

5. Evite distrações enquanto come

Nada contra o Bob Esponja (ou seu programa de TV favorito), mas comer enquanto se assiste à televisão pode contribuir como o desenvolvimento de um estado de ansiedade. Isso pode desencadear respostas biológicas no organismo, entre elas deixar seu cérebro menos sensível à saciedade e levá-lo a liberar o cortisol – o hormônio responsável pelo estresse – no corpo.

6. Evite fumar ou beber antes das refeições

A nicotina diminui a sensação de fome e induz ao aumento dos níveis de açúcar no sangue. O álcool diminui a taxa de absorção de nutrientes no estômago. Ou seja, fumar e beber antes de comer faz que você coma no horário errado, sinta mais fome durante a refeição (e, portanto, coma mais) e leva a uma pior digestão. Quer um ponto positivo nisso tudo? Impressionante: não há nenhum.

7. Evite as “junkie foods”

Não é preciso listar quais são, pois você sabe ao menos quais são as junkie foods mais populares dessa lista. Pior: você sabe onde são vendidas essas comidas. E muitas vezes não faz nada para evitar. Mas se você precisar de uma lista abrangente aqui vai: alimentos contendo (ou preparados com) gorduras vegetais; frituras; alimentos industrializados com datas de validades impossíveis de achar nos similares naturais (batatas fritas válidas por um ano, por exemplo); alimentos com muito sódio, ou seja, sal; alimentos com muito açúcar (na maioria das vezes industrializados, feitos com gorduras vegetais e com datas de validade absurdas).

A lista é bem maior que essa e a alimentação de cada pessoa (e de cada região do País) pode variar bastante, por isso uma consulta a uma nutricionista cairia bem. De quebra ela (ou ele) pode ajudá-lo a montar um ótimo e saudável cardápio para melhorar (ou educar) seus hábitos alimentares diários.

Postado por: Felipe Pinheiro

veja também