"Acordei da cirurgia sem voz nenhuma", diz psicoterapeuta

"Acordei da cirurgia sem voz nenhuma", diz psicoterapeuta

Atualizado: Terça-feira, 8 Novembro de 2011 as 11:18

Ele passou por uma laringectomia total e hoje fala graças a uma prótese de voz. Cruz ministra palestras para fonoaudiólogos e cirurgiões de cabeça e pescoço sobre reabilitação.

"Tive os mesmos sintomas que o ex-presidente, só que o meu tumor era bastante avançado. Não tive a sorte que ele teve. O tumor era na parte superior da laringe, cobria a glote e a superglote.

Em três dias, eu já estava numa mesa de cirurgia. Quando você tira a laringe, as cordas vocais são retiradas junto, a gente acorda sem voz nenhuma.

Entre os tipos de câncer, o de laringe dá uma sobrevida maior. Tenho quase 80 anos e estou muito bem. A única coisa que eu não posso fazer é nadar. Após a operação, durante um ano eu usei uma laringe eletrônica. É um aparelho que a gente leva no pescoço. A gente articula, ele vibra, e dá para seu comunicar.

Hoje eu uso uma prótese de voz. A colocação é feita por uma cirurgia muito curta, leva cerca de 15 minutos. Assim que é colocada, já é possível começar a falar.

Fiz cinco sessões de 'fono', para aproveitar melhor o ar do pulmão. A reabilitação com prótese é muito rápida.

Antes do câncer, eu fumava dois maços por dia, isso por 40 anos. A cobertura do caso do Lula vai alertar as pessoas sobre o cigarro. De certa maneira, é uma campanha contra o tabagismo. E vai divulgar que a reabilitação é possível."

veja também