Alimentação adequada da mãe é essencial para a saúde e o desenvolvimento do bebê

Alimentação adequada da mãe é essencial para a saúde e o desenvolvimento do bebê

Atualizado: Terça-feira, 4 Agosto de 2009 as 12

Assim como a gestação, a lactação é um momento especial para mulher e requer cuidados. Segundo especialistas, o período da amamentação deve ser visto como uma continuação da gravidez. Durante a gestação, o feto recebe os nutrientes maternos ainda na placenta e ao nascer, este processo continua pela amamentação. Nesta fase é importante que a mulher se alimente corretamente, pois a composição e a quantidade do leite materno variam de acordo com a dieta e isso pode influenciar diretamente no desenvolvimento do bebê. "A alimentação adequada e o uso de polivitamínicos/poliminerais para manter bons índices de vitamina na lactação devem ser incentivados até o final do período, completando assim o que se chama de gravidez plena", afirma o ginecologista e obstetra Guilherme Loureiro Fernandes, Professor responsável pelo setor de Medicina Fetal da Faculdade de Medicina do ABC e Mestre em Obstetrícia pela Escola Paulista de Medicina (EPM) - Unifesp.

O leite materno contém todos os componentes necessários para que o bebê possa crescer e se desenvolver.  Para manter a qualidade desse leite e ainda garantir a saúde da mãe é necessário que a mulher tenha uma alimentação balanceada, distribuída em partes proporcionais de proteínas, gorduras e açúcares. No período de amamentação, as necessidades nutricionais são maiores, sendo importante o aporte calórico adequado para suprir o conteúdo energético do leite produzido.

É recomendado o aumento do consumo de alimentos ricos em ferro (carne vermelha magra, feijões e verduras escuras), para compensar o sangue perdido durante o parto; cálcio (leite, iogurte, queijo, amêndoas, entre outros) para repor o que o organismo disponibiliza para a produção do leite; além das vitaminas do complexo B (hortaliças verdes, leguminosas, germe de trigo, suco de laranja) para sustentar a lactação e não diminuir as reservas maternas.

"Mesmo em lactantes saudáveis, que se alimentam adequadamente, a deficiência de vitaminas e sais minerais pode ocorrer, por isso, a suplementação com polivitamínicos é indicada", afirma Fernandes. Para uma maior eficiência o suplemento precisa ter nutrientes como sais minerais, oligoelementos e vitaminas A, B1, B2, B6, B12, C, D, E, niacina, ácido fólico, cálcio, ferro e zinco.

De acordo com o especialista, a alimentação adequada e o uso de polivitamínicos auxiliam na saúde da mãe e também proporcionam melhor desenvolvimento do bebê. O ferro ajuda no crescimento, a vitamina C protege contra infecções, já as vitaminas do complexo B contribuem no crescimento e desenvolvimento da criança.

Postado por: Felipe Pinheiro

veja também