Análises apontam gorduras demais em biscoitos recheados

Análises apontam gorduras demais em biscoitos recheados

Atualizado: Terça-feira, 1 Abril de 2008 as 12

Na análise de 18 biscoitos de chocolate com recheio de chocolate a PRO TESTE Associação de Consumidores constatou que algumas marcas abusam da quantidade de gorduras saturada e trans. Metade dos produtos tem excesso de gordura saturada e quatro têm muita gordura trans.

Foram encontrados produtos com mais de 0,2 g de gordura trans por porção (dois a três biscoitos) nas marcas Break'Up!, Carrefour, Gulosos e Mabel. O consumo de gordura trans deve ser evitado, pois a ingestão excessiva pode aumentar os riscos de se ter doenças do coração.

A avaliação constatou que estão livres de gordura trans as marcas: Amori, que foi considerada o melhor do teste; Bono, Cholícia, Passatempo, Piraquê e Trakinas. Mas só o Amori entre eles não apresentou níveis regulares de gordura saturada. Dependendo da quantidade ingerida, a gordura saturada pode aumentar os níveis de colesterol no sangue. Apresentaram também níveis regulares de saturada as marcas: [email protected], Nescau, Tostines Recreio e Turmix.

De acordo com a legislação, o valor diário de referência para uma criança de sete a dez anos ter uma dieta equilibrada é de 58 gramas de gordura total, mas apenas 19 gramas devem ser de gordura saturada. No entanto, o consumo de apenas dois biscoitos de muitas marcas corresponde a ingestão de 10% da dose diária recomendada de gordura saturada, o que é muito por ser um produto destinado às crianças. A conclusão é que não se pode abusar e o biscoito recheado de chocolate pode fazer parte eventual da dieta da criança.

Como não há legislação específica para biscoitos a PRO TESTE seguiu a norma técnica sobre produtos de cereais, amidos, farinha ou farelos, que é incompleta. Falta um regulamento técnico sobre classificação, processamento, características, lista de ingredientes permitidos, formas de conservação entre outros itens.

No Brasil não há limite legal para a gordura trans, por isso a Associação cobra da Agência Nacional d e Vigilância Sanitária (Anvisa) a adoção dos limites da Europa para que os produtos tenham no máximo 2% de gordura trans.

Foram avaliados os biscoitos das marcas: Amori, Bono, Passatempo, [email protected], Nescau, Tostines Recreio, Trakinas, Cholícia, Turmix, Piraquê, Duchen, Marilan, Extra, Visconti, Carrefour, Gulosos, Mabel e Break'Up! O teste completo está na revista PRO TESTE de Abril, que é distribuída exclusivamente aos cerca de 200 mil associados da entidade. Também é acessível aos associados no site: www.proteste.org.br.

Postado por: Claudia Moraes

veja também