Anorexia! Como identificar?

Anorexia! Como identificar?

Atualizado: Sexta-feira, 8 Fevereiro de 2008 as 12

Com o avanço das tecnologias e a moda atual mostrando uma beleza magra e perfeitamente definida, a busca pela perda de peso se tornou, cada vez mais, uma meta a ser conquistada para aqueles que almejam o corpo perfeito e a auto-estima elevada.

Contudo, muitas pessoas, principalmente mulheres, ainda optam por uma dieta alimentar insuficiente para chegar ao mais baixo peso possível, podendo levar a uma perturbação no equilíbrio alimentar. O termo anorexia, embora signifique "perda de peso?,  é atribuído à pessoas que estejam em disfunção alimentar caracterizada pela existência de um apetite normal, porém sufocado pelo distúrbio mental.

A anorexia, geralmente, tem início na adolescência e acomete grandemente pessoas do sexo feminino (embora tenha crescido muito entre os homens), cujas tentativas de emagrecimento começam com dietas desordenadas e com o passar do tempo vão atingindo uma magreza patológica. A restrição cada vez mais acentuada de alimentos atinge o ponto de só serem ingeridas saladas, frutas ou vegetais. A prática vigorosa de exercício físico e a tomada de comprimidos dietéticos devem ser vistas como sintomas claros de uma possível anorexia nervosa.  

É importante ressaltar que a anorexia nervosa é um transtorno psiquiátrico, possuindo  componentes psicológicos, fisiológicos e sociais. Nesse quadro, a pessoa se olha no espelho e embora esteja caquética, sempre se vê obesa. Este estado de desnutrição grave leva à morte em  15% a 20% dos casos.

Sintomas

Perda exagerada de peso em curto espaço de tempo sem nenhuma justificativa. Nos casos mais graves, o índice de massa corpórea chega a ser inferior a 17; Recusa em participar das refeições familiares. Os anoréxicos alegam que já comeram e que não estão mais com fome; Preocupação exagerada com o valor calórico dos alimentos. Esses pacientes chegam a ingerir apenas 200kcal por dia; Interrupção do ciclo menstrual (amenorréia) e regressão das características femininas; Atividade física intensa e exagerada; Depressão, síndrome do pânico, comportamentos obsessivo-compulsivos; Visão distorcida do próprio corpo. Apesar de extremamente magras, essas pessoas julgam-se com excesso de peso; Pele extremamente seca e coberta por lanugo (pêlos parecidos com a barba de milho). Não existem medicamentos no mercado específicos para a anorexia nervosa. Medicamentos antidepressivos podem ajudar a atenuar sintomas depressivos, compulsivos e de ansiedade. Em geral, o tratamento de pacientes anoréxicos exige o trabalho de equipe multidisciplinar.

Para que não haja uma carga cardíaca excessiva, a reintrodução alimentar deve ser gradativa. Muitas vezes essa reintrodução é feita em internação hospitalar para que seja controlada por nutricionistas.

Avalie sempre a ingesta alimentar. Caso se enquadre neste caso ou conheça alguém nestas condições, procure um serviço médico e consulte um nutricionista.

Márcia de Morais Spada é enfermeira e atua no Hospital Alemão Oswaldo Cruz

 

veja também