Anoréxicas correm mais riscos de gravidez não planejada e aborto induzido

Anoréxicas correm mais riscos de gravidez não planejada e aborto induzido

Atualizado: Segunda-feira, 1 Novembro de 2010 as 9:16

Pesquisadores noruegueses e da Universidade Carolina do Norte (Estados Unidos) revelaram que mulheres anoréxicas estão mais sujeitas a gravidez não planejada e a aborto induzido do que as mulheres que não têm problemas alimentares.

Os cientistas avaliaram 62.060 mulheres, com idade média de 29,9 anos. Desse total, 62 sofriam de anorexia nervosa, com média de 26,2 anos.

O estudo revelou que 50% das anoréxicas grávidas não tinham planejado a gestação. Já entre as mulheres sem distúrbios alimentares, esse índice era de 18,9%. Com relação a aborto provocado, 24,2% das mulheres com anorexia relataram pelo menos um caso no passado, em comparação a 14,6% das outras.

De acordo com Cynthia Bulik, autora do estudo, esses resultados devem servir de alerta para as mulheres que sofrem de anorexia, pois muitas delas acreditam que não conseguem engravidar porque apresentam ciclo menstrual irregular.

- A anorexia não é um método contraceptivo. Só porque a mulher não está menstruando ou tem o ciclo irregular, não significa que ela não possa engravidar.

Para Cynthia, os médicos e profissionais de saúde que cuidam dessas pacientes devem falar com elas sobre sexualidade e métodos de prevenção de uma forma tão clara como é debatido com outras mulheres.

Além disso, a médica afirma que é preciso estar alerta às mulheres grávidas que enfrentam distúrbios alimentares para que elas recebam o tratamento adequado o mais rápido possível.

- A avaliação de problemas alimentares durante as visitas pré-natal é um excelente primeiro passo.

veja também