Antes de correr, teste seu tipo de pisada

Antes de correr, teste seu tipo de pisada

Atualizado: Terça-feira, 23 Agosto de 2011 as 9:21

  Cada atleta de corrida tem um estilo e características que o diferencia dos demais. Essas diferenças são, essencialmente, peso, altura, idade, sexo e tipo de pisada. Desta forma, é importante escolher cuidadosamente o principal acessório para a prática do esporte: o tênis.

Para escolher o melhor tênis para as atividades, os esportistas devem levar em consideração a parte do pé que pisam. Normalmente, utilizam primeiramente o calcanhar, a parte frontal ou até o meio do pé. Porém, para cada tipo de atleta há uma pressão maior em determinada área, onde há necessidade de mais amortecimento. Outro ponto importante é notar a diferença entre os arcos dos pés, que podem ser normais, pé chato e pé com arco elevado.

A melhor forma para se identificar o tipo de pisada é por meio de um teste chamado Baropodometria, com avaliação biomecânica em laboratórios com câmeras bi ou tridimensionais e marcadores refletivos em posições especificas. Como esse tipo de teste se torna inviável e muito dispendioso a alguns atletas, uma forma simples é a observação do desgaste do solado.

A comparação pode ser feita com um calçado já usado e verificar onde o solado é mais desgastado e se causa alguma inclinação. Outra maneira é fazer o teste da pisada antes da compra de um tênis de corrida: a pisada é feita numa plataforma denominada pedígrafo, verificando, assim, os pontos de maior pressão do seu pé, . Existem várias lojas que realizam esse teste sem custo adicional.  

Os atletas devem se atentar à “aposentadoria” de seu tênis de corrida. Não há um consenso entre os especialistas, mas recomenda-se que o atleta não use mais o tênis depois de cerca de 800 km. Além disso, é importante que o corredor reveze ao menos dois pares de tênis para os treinos.

Os tipos de pisada são classificados como Pronação, quando o corredor pisa com a parte de fora do pé e depois rola para dentro, absorvendo o impacto; Supinação, quando o corredor pisa com a parte de dentro do pé e depois rola para fora, absorvendo o impacto; e Neutro, em que o contato com o solo se inicia do lado externo do calcanhar e então ocorre a rotação moderada para dentro, terminando a passada no centro da planta do pé.

Outras dicas importantes:

1.     Os tênis são divididos em cinco categorias: Estabilidade, Controle de Movimento, Amortecimento, Performance e Trilha. 2.     A estética não é o fator principal. O tênis deve agrupar sua funcionalidade a necessidade do atleta; 3.     É indicado que, ao comprar um novo tênis, o individuo use meias que utiliza durante os treinos para experimentá-lo;

veja também