Anvisa enquadra antibióticos e quer dificultar compra

Anvisa enquadra antibióticos e quer dificultar compra

Atualizado: Quinta-feira, 25 Março de 2010 as 12

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) quer incluir os antibióticos na lista de medicamentos que têm controle especial no Brasil. Com isso, para comprar o produto, o consumidor seria obrigado a ter um tipo de receita que é retida na farmácia, o que obriga a realização de uma consulta médica a cada vez que ele precise do produto.

O objetivo do órgão é "ampliar o controle sobre esses produtos e contribuir para a redução da resistência bacteriana na comunidade". Hoje, o paciente precisa de uma receita simples para comprar os antibióticos, mas grande parte das farmácias ignora essa exigência e vende o produto sem prescrição médica.

Com as novas regras, a compra do remédio só poderia ser feita com uma receita de controle especial, que vem em duas vias - uma fica na farmácia e a outra com o paciente, mas carimbada com a confirmação da compra. A bula do medicamento também passaria a ter a frase "Venda sob prescrição médica - só pode ser vendido com retenção da receita". Além disso, a entrada e saída do produto nas farmácias e drogarias devem ser controladas por meio eletrônico.

O diretor-presidente da Anvisa, Dirceu Raposo de Mello, classificou o problema como mundial.

-  O uso indiscriminado de antibióticos é um problema de saúde pública em todo o mundo. A ideia é que o controle sobre esses medicamentos seja feito de forma mais efetiva, contribuindo para o consumo racional desses produtos.

De acordo com a Anvisa, dados da OMS (Organização Mundial da Saúde) indicam que mais de 50% das prescrições de antibióticos no mundo são inadequadas. No Brasil, a venda desses remédios movimentou, em 2009, R$ 1,6 bilhão, aponta o instituto IMS Health.

As propostas serão consolidadas pela agência e vão passar por consulta pública. Ainda não há data para que a medida entre em vigor.

Postado por: Felipe Pinheiro

veja também