Aparelho confere proteção de óculos contra raios solares

Aparelho confere proteção de óculos contra raios solares

Atualizado: Quinta-feira, 7 Abril de 2011 as 11:19

Um aparelho semelhante ao usado em aeroportos para fazer check-in terá utilidade para a saúde pública.

Desenvolvido pela USP (Universidade de São Paulo) de São Carlos, no interior paulista, um display de autoatendimento permite ao usuário testar na hora se seus óculos escuros protegem de fato contra raios ultravioleta.

O aparelho --em uso no campus de São Carlos desde sexta-feira-- está sendo patenteado. Há um plano testá-lo nas praias de Copacabana (Rio) e João Pessoa (PB).

O display tem uma tela de informações e um compartimento para que o usuário coloque seus óculos.

Segundos depois, aparece na tela o tipo da lente (se ela é mais escura ou mais clara) e a porcentagem de proteção das lentes contra os raios UVA e UVB.

As lentes são divididas em cinco categorias: de zero (muito claras) a quatro (muito escuras, usadas na praia e que não servem para dirigir, por exemplo).

Pela lei, óculos com lentes muito escuras não podem deixar passar mais do que 4% dos raios UVA. O aparelho da USP indica se a lente passou desse limite.

RISCOS

Quando a pessoa coloca óculos muito escuros, a pupila tende a se dilatar. Se a lente não estiver com um filtro adequado, a radiação pode danificar os olhos, causando inflamações e até catarata.

Nos testes feitos na USP de São Carlos, cerca de 10% dos óculos -originais e falsificados- tinham lentes com pouca proteção.

Segundo a coordenadora do projeto, Liliane Ventura, do Laboratório de Instrumentação Oftálmica da Engenharia Elétrica, o aparelho, feito para ser usado por leigos, é inédito no país.

"Nos testes feitos em laboratório, a resposta pode demorar até 40 minutos. O display tem a mesma precisão e exibe as informações em segundos para os usuários."  

veja também