Apneia do sono aumenta chances de deficiência cognitiva em mulheres

Apneia do sono aumenta chances de deficiência cognitiva em mulheres

Atualizado: Quinta-feira, 25 Agosto de 2011 as 11:38

Um estudo publicado na revista The Journal of the American Medical Association revelou que a apneia do sono pode causar deficiência cognitiva leve e até demência em mulheres. A análise foi liderada por cientistas da University of California, nos Estados Unidos.

A pesquisa contou com a colaboração de 298 mulheres consideradas saudáveis mental e fisicamente e com idade média de 82 anos. Dessas, 105 foram diagnosticadas com distúrbios do sono, apresentando 15 ou mais interrupções da respiração enquanto dormiam.

Os resultados obtidos em exames de acompanhamento, cinco anos após o início da pesquisa, mostraram que aproximadamente 45% das que tinham apneia do sono haviam desenvolvido deficiência cognitiva leve ou demência. Entre aquelas que tinham sono normal, cerca de 30% desenvolveu uma das doenças. Entretanto, quando foram ajustadas características ligadas à etnia e que indicavam baixa qualidade de vida, como o tabagismo, a probabilidade de desenvolver tais doenças subiu para 85%.

A apneia do sono é caracterizada por paradas respiratórias durante o sono e pode se tornar um problema crônico, ocasionando até a morte. Pessoas acima do peso ou com mais de 30 anos são as mais afetadas.

Apneia obstrutiva durante o sono favorece aumento da pressão

Outro estudo, publicado no Hypertension: Journal of the American Heart Association, aponta que quem sofre de apneia enquanto dorme apresenta alterações nos vasos sanguíneos similares a de pessoas com pressão alta. A análise foi liderada pela University of Birmingham, do Reino Unido.

As pesquisas se basearam nas mudanças funcionais dos vasos sanguíneos de 108 indivíduos, sendo 36 deles vítimas de apneia moderada ou severa e sem pressão alta; 36 sem apneia, mas com pressão alta e 36 sem pressão alta e sem apneia. Em seguida, todos passaram por uma bateria de exames, como o ecocardiograma, para observar o bombeamento do sangue e a pressão arterial.

Os resultados dos participantes que tinham apenas apneia e os que tinham só hipertensão foram similares: bombeamento anormal de sangue pelo coração e reatividade alterada de uma artéria que passa pelo braço. Embora as pessoas saudáveis tenham sido submetidas aos mesmos estímulos, somente os que possuíam hipertensão ou apneia evidenciaram fechamento dos vasos sanguíneos, responsáveis pelo aumento da pressão.

A apneia obstrutiva durante o sono é uma doença que ocasiona pausas na respiração enquanto a pessoa dorme. Segundo os pesquisadores, as descobertas devem mudar a forma como a apneia obstrutiva do sono é tratada por médicos e como, muitas vezes, é vista de forma inofensiva pelos pacientes.

veja também