Aprenda como tratar Psoríase e como identifica-la

Aprenda como tratar Psoríase e como identifica-la

Atualizado: Segunda-feira, 29 Outubro de 2012 as 8:41

 

Psoríase, doença inflamatória crônica da pele podendo afetar mucosas, unhas e até articulações. Em torno de 2-3% da população tem psoríase, que acomete homens e mulheres de qualquer idade, sendo frequente o seu aparecimento na terceira década de vida. É caracterizada pela presença de lesões avermelhadas, bem delimitadas, descamativas,em qualquer parte do corpo, pouco divulgada e conhecida no Brasil.

No dia Mundial da Psoríase, para informar a população, médicos vão distribuir panfletos com orientações sobre como identificar a doença, o que ela causa e os tipos de tratamento.

A Psoríase pode aparecer em qualquer idade, mesmo sendo comum antes dos 30 anos e depois dos 60.  Deixando lesões róseas ou avermelhadas, costuma afetar os joelhos, cotovelos e couro cabeludo, mas podem aparecer em qualquer parte do corpo.

Uma das coordenadoras da Campanha de Conscientização da Psoríase, Cláudia Maia alerta que qualquer pessoa pode desenvolver a doença, apesar de estudos indicarem que há um componente genético.

Ainda segundo a especialista, muitos fatores podem desencadear o surgimento das lesões. Ela lista reações a medicamento, infecção, ferimento na pele, tabagismo, e, principalmente, o estresse. “É muito comum a doença estar associada a crises emocionais”, explica Cláudia.

5 DICAS PARA TRATAR A PSORÍASE

1 - Procure manter a sua pele sempre hidratada e menos seca possível. Para isso, você pode utilizar pomadas a base de vaselina (um derivado do petróleo), muito eficaz contra a pele seca. É importante saber que a pele seca favorece o desenvolvimento da psoríase e um círculo vicioso pode se instalar. Hidratar e umedecer a pele irá permitir o rompimento desse círculo infernal.

2 - Tomar banho de banheira pode ser benéfico para a sua pele, no entanto, este não deve muito frequente nem muito demorado, pois ele pode ressacar a pele (ver ponto 1). Quando estiverna banheira, experimente colocar sal marinho dentro da água e procure não deixar a temperatura dela muito quente (resseca a pele). Por fim, quando sair do banho, se possível não utilize uma toalha,tente secar-se naturalmente.

3 - A exposição solar melhora em 80% o estado da psoríase, no entanto, em 10% dos casos, ocorre o inverso. É importante se expor ao sol, mas essa exposição deve ocorrer nos horários que representam o menor risco para a pele, ou seja, pela manhã ou após às 16h, para evitar os efeitos nefastos do sol, como o câncer de pele.

4 - Evite fumar e consumir muito álcool, pois estas "drogas" aumentam a psoríase.Isso ocorre principalmente com as pessoas que fumam mais de um maço por dia. E quanto ao álcool, seu efeito negativo ocorre principalmente nos homens.

5 - A psoríase pode gerar conseqüências emocionais e de relacionamento para o doente, portanto pode ser interessante que este consulte algum especialista (médico, psicólogo,terapêuta...). Esse apoio pode ser de grande ajuda para que ele consiga lidar melhor com a doença. Ressaltamos que a causa psíquica, apesar de desencadeadora, não é a causa original da psoríase. A doença ocorre devido a um problemado sistema imunológico, e portanto, a culpa não é do doente.

Com informações de Cria Saúde

veja também