Atividades demais, estresse de menos

Atividades demais, estresse de menos

Atualizado: Quarta-feira, 5 Março de 2008 as 12

Esposa, mãe, profissional e dona-de-casa são algumas das funções que a mulher exerce no seu dia-a-dia e, por isso, podem ser grandes candidatas a sofrerem de estresse. Entretanto, apesar desse acúmulo de atividades, elas conseguem lidar melhor com o problema do que os homens. "As mulheres têm mais fatores que podem provocar o estresse, porém enfrentam as suas dificuldades com mais facilidade", afirma o psicólogo e diretor do Instituto Vitalis, Dr. Marco Aurélio Hernandes.

Segundo o especialista, o estresse pode prejudicar a carreira e a vida pessoal. Quem sofre de estresse crônico se afasta da família, não consegue se relacionar com colegas e não agüenta as pressões do trabalho. As mulheres se adaptam melhor aos desafios. "Elas vivem mais e melhor, pois verbalizam suas emoções e buscam ajuda de profissionais quando suas condições físicas e emocionais não vão bem. Além disso, têm mais ritmo quando fazem exercícios físicos e relaxamento", explica o Dr. Hernandes.

O fato de elas encararem mais facilmente o problema está ligado a como reagem às diversas situações. "As emoções e a saúde física e mental dependem quase exclusivamente da interpretação de cada um, que determina como será a reação diante de um fato", aponta o especialista. Há pessoas que encaram uma situação pacífica e serenamente, como no caso das mulheres, e outras que são mais agressivas ou explosivas, como os homens. "Uma pessoa mais hostil tende a ver o mundo e a responder de forma hostil, pois é como se sente. A realidade de cada um é criação da própria pessoa e quanto mais ela entende suas pressões, melhor se adapta ou as enfrenta", considera.

As diferenças culturais e de papéis que homens e mulheres desempenham são alguns fatores responsáveis pela reação de cada um ao estresse. "Os homens acabam sendo mais agressivos e as mulheres mais amorosas e acolhedoras", frisa o especialista.

O controle do estresse

Para evitar que as tarefas causem um desequilíbrio emocional é necessário controlar as obrigações e atividades diárias. É importante observar como está sendo o uso do tempo. "A pessoa deve distribuir bem as tarefas para ter um tempo para ela mesma. O que não é urgente pode ser postergado", orienta.

O especialista recomenda algumas ações que são essenciais para o dia-a-dia, como exercícios físicos, que pode ser uma caminhada, mesmo que seja pelos prédios da empresa, o uso das escadas, mudar manualmente os canais da televisão, e também manter uma dieta saudável, beber vários copos de água e dormir bem.

Postado por: Claudia Moraes  

veja também