MENU

Saúde

Barulhos em excesso podem causar doenças cardíacas e elevar o peso

Fonte: guiame.com.brAtualizado: quarta-feira, 11 de junho de 2014 16:48
barulho
barulho

Buzinas disparads no trânsito, som alto r telefone em alto volume, podem trazer sérios danos silenciosos para a saúde. Através de estudo realizado por diversos pesquisadores de todo o mundo, concluíram que o barulho não só afeta os ouvidos, mas também os vasos sanguíneos e coração.

Na última semana, especialistas se reuniram no Japão para discutir a relação da poluição sonora com o ganho de peso. Pesquisadores da Universidade de Karolinska, na Suécia, descobriram ainda no ano passado que quanto mais alto e ruído do tráfego as pessoas eram expostas, maior era a circunferência de suas cinturas. As informações do estudo foram publicados no jornal "Daily Mail".

barulhoFoi descoberto no último mês pelos pesquisadores da univerdidade algo ainda mais dramático com relação ao barulho dos aviões. Após acompanhar a vida de 5 mil pessoas por 10 anos, relataram que as cinturas aos mais expostos ao ruído das aeronaves aumentaram, em média, 6 centímetros. Pesquisadores do Imperial College de Londres descobriram que altos níveis de exposição ao ruído ainda pode elevar em 20% o risco de hospitalização por doenças cardíacas.

Os efeitos da poluição sonora são ainda sentidos por bebês no útero. Em outros estudos apresentados na conferência da semana passada, pesquisadores da Universidade de Utrecht, na Holanda, examinaram dados de mais de 68 mil nascimentos e descobriram que, para cada aumento de seis decibéis do ruído do tráfego, houve uma queda de 15g a 23g no peso do bebê no nascimento. O baixo peso ao nascer está associado a uma série de problemas de saúde a longo prazo, como pressão arterial alta, diabetes e doenças cardíacas.

Uma observação mais aprofundada publicada na Lancet, em outubro de 2013, mostrou que o barulho também pode perturbar o sono e aumentar o risco de hipertensão e doenças cardiovasculares. Nos alunos, afeta o desempenho acadêmico. "Estamos reunindo mais evidências de que o ruído no ambiente pode ter um efeito direto sobre a saúde", disse Adrian Davis, um dos autores da pesquisa.

O fato curioso é o barulho que pode afetar a pessoa sem que ela possa ouvir. À noite, o tráfego pesado é uma das principais causas de insônia, com todas as repercussões ruins, tais como depressão, ganho de peso, aumento dos níveis de açúcar no sangue e sonolência diurna. E, para isso, a pessoa não precisa acordar. Quando os pesquisadores do Imperial College, monitoraram voluntários dormindo, registraram aumento da pressão até mesmo em resposta de ruídos baixos, que não despertaram o individuo.

 

Com informações de: Terra

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições