Beber todo dia é mais comum que fumar

Beber todo dia é mais comum que fumar

Atualizado: Terça-feira, 19 Fevereiro de 2008 as 12

Levantamento da Secretaria de Estado da Saúde do Estado de São Paulo aponta que 28% dos que já experimentaram álcool fazem uso diário da substância

 

Consumir bebidas alcoólicas todos os dias é mais comum que fumar nesse mesmo ritmo. É o que aponta levantamento da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo, por intermédio do Centro de Referência em Álcool, Tabaco e Outras Drogas (Cratod), órgão da pasta, realizado em 2007 na capital com 339 pessoas.

Os dados foram coletados em ações para orientação e prevenção ao uso de substâncias psicoativas realizadas em locais de grande circulação da cidade, como Parque da Luz, Pátio do Colégio e avenida Paulista.

Do total de entrevistados, 250 (73,7%) afirmaram já terem feito uso de álcool na vida, e 28% dessas pessoas disseram que tomaram bebidas alcoólicas diariamente ou quase todos os dias nos últimos três meses. Já dos 66,3% que já experimentaram cigarros ou derivados de tabaco, 12,4% afirmaram que fumam diariamente.

"A cultura de aceitação social da bebida alcoólica faz com que o hábito de beber eventualmente se torne cada vez mais freqüente, chegando ao ponto de a pessoa não passar sequer um dia sem uma dose", afirma a diretora do Cratod, Luizemir Lago. "Este é o primeiro passo para a dependência em relação ao álcool", alerta.

Em terceiro lugar no uso freqüente de substâncias psicoativas ficou a maconha. Dos 23,6% que informaram já ter experimentado a droga, 4,72% fumam diariamente. Dos que já experimentaram cocaína ou crack, 3,24% informaram que usam essas drogas todos os dias.

Para o levantamento foi utilizado o teste Assist (Alcohol, Smoking and Substance Involvement Screening), que consiste na aplicação de um questionário para identificar rapidamente o perfil do uso de substâncias psicoativas. Pessoas com alto grau de dependência foram encaminhadas a serviços especializados de saúde para tratamento.

veja também