Bicicleta para braços e esteira com circuitos famosos são destaques em evento

Bicicleta para braços e esteira com circuitos famosos são destaques em evento

Atualizado: Segunda-feira, 3 Maio de 2010 as 12:09

A Fitness Brasil Internacional trouxe as novidades no mundo das academias até ontem, dia 2, em Santos (litoral de SP). O grande diferencial da 20ª edição foram as aulas gratuitas para o público em geral.

Um novo equipamento criado pelo precursor do spinning, Johnny G, para trabalhar os braços e esteiras com percursos famosos em todo o mundo chamam a atenção de quem passa pela feira. O Kangoo Jumps, uma bota com sistema de amortecimento também chegou com força em 2010.

O Kranking é uma bicicleta para os membros superiores, o que faz o aluno desenvolver coordenação motora, além de força e capacidade cardiovascular. "A intensidade do exercício é ajustada no centro, podendo ficar mais leve ou mais pesada. Depois de 3 ou 4 tentativas, você já aprende a usar", conta o criador.

Além de perder quilinhos com o aparelho, que pode ser combinado com a bicicleta comum, você trabalha peito, abdome, braços, costas e ombros. "É um aparelho completo, para todo o corpo".

Você pode mover só um lado da roda, só o outro, ou os dois braços ao mesmo tempo, para frente ou para trás. "Você sai de lá com a barriga e braços doendo", conta Cida Conti, uma das maiores professoras de step do mundo. Veja imagens

No Brasil, existem hoje apenas 10 equipamentos de Krank. Cinco no Rio de Janeiro e Cinco em Juiz de Fora.

Corra a São Silvestre indoor

As novas esteiras da Movement, a E750, simulam provas de alta performance. "Você pode escolher um circuito entre os 36 pré-instalados na máquina. A ideia é que em breve seja possível baixar um percurso em nosso site e carregar na esteira por USB", conta Marco Convadi.

"Dá para correr a São Silvestre, por exemplo, com a descida da Consolação e a subida da Brigadeiro e acompanhar tudo na tela", diz Marco Convadi da Movement. Na tela, você vê o percurso, quantas calorias já consumiu, velocidade e pode acompanhar tudo em gráficos e ainda ver TV.

É possível ajustar seu peso, para a pisada ser compatível, ou escolher entre piso macio, normal e duro e alterar o ritmo do exercício.

Para o educador físico Vinicius Montero, esta novidade dá um estímulo a mais para quem só pode praticar atividades na academia.

Nova febre

O estande que ocupava um pequeno espaço em 2009, este ano é um dos maiores da feira. É o Kangoo Jumps, uma espécie de bota com um sistema de amortecimento que absorve até 80% do atrito gerado durante o exercício físico.

Em 2009, em um projeto piloto, 20 academias aderiram ao acessório com aulas específicas. O sucesso foi grande e agora o programa será expandido. "Ele pode ser usado por crianças e para pessoas em reabilitação, apesar disto 80% de nosso público são de mulheres de 25 a 40 anos", conta Julio Neves que importa o calçado da Suíça.

Segundo ele, o Kangoo Jumps pode ser usado até para a corrida e ajudar a queimar calorias e combate a celulite, já que otimiza o funcionamento do sistema linfático.

Você pode comprar um par (existem 4 tamanhos diferentes) e um DVD para a prática em casa por R$ 680 direto do site ou na Fitness Brasil.

Facilidade

Para fortalecer os músculos do braço sem ir à academia, uma pequena "bola" promove vibrações com um giroscópio, que funciona sem bateria, apenas com o movimento dos braços.

O Newton ball é indicado também para reabilitação e para quem fica muito tempo no computador. A versão clássica custa R$ 99 e a mais avançada R$ 299.

Roupas para malhar

Na linha de roupas para malhar, a Santa Constancia Tecelagem mostrou sua linha com a iShirt que mantém a temperatura do corpo. Lançada em setembro, a Sense Duo é indicada para temperaturas mais baixas (18º a 22º), pois possui melhor isolamento térmico. Ela tem também UV para proteger a pele dos raios solares.

"A Sense Duo mantêm a temperatura do corpo em 37ºC, pela alta porosidade. Assim, o corpo não precisa gastar energia para regular a temperatura e pode focar no desempenho do exercício", explica José Favilla, engenheiro têxtil da empresa. Ela também proporciona melhor frequência cardíaca e menor retenção de suor do que as camisetas normais. "Colocamos também partículas de prata, prata combater o mau cheiro do suor".

Também recém lançada, a bermuda iCompress é feita com um tecido que comprime a perna, mas que é poroso para permitir o respiro da pele. Além de diminuir o atrito das pernas, a compressão permite que os músculos vibrem menos durante o exercício, causando menor fadiga e até 10% mais potência muscular. "O uso diminui em até um dia o tempo de descanso entre os exercícios para o músculo se recuperar", diz o engenheiro.

Vinicius Montero, que também testou as roupas, afirma que a camiseta de poliamida não encharca de suor e fica pesada como a de algodão. "Ela é como uma segunda pele mesmo. E eu achava a bermuda muito justa, mas venci o preconceito", diz.

A empresa estuda agora como fazer tops para mulheres com maior sustentação dos seios, para exercícios e corrida.

Por: Lilian Ferreira

veja também