Bill Clinton e Gates defendem no Senado dos EUA projeto para a saúde no mundo

Bill Clinton e Gates defendem no Senado dos EUA projeto para a saúde no mundo

Atualizado: Quinta-feira, 11 Março de 2010 as 12

O ex-presidente americano Bill Clinton e o fundador da Microsoft, Bill Gates, participaram nesta quarta-feira (10) de uma audiência numa Comissão do Senado dos Estados Unidos para pedir a aprovação da Iniciativa Mundial para a Saúde (GHI, na sigla em inglês) - uma ação de apoio mundial ao setor.

Os dois homens falaram em nome de suas respectivas organizações, a Fundação William J. Clinton e a Fundação Bill e Melinda Gates.

O projeto GHI, lançado no Fórum de Davos em 2002, tem como objetivo combater doenças como a Aids, a tuberculose, a malária e enfermidades causadas pela subnutrição.

Se aprovado pelo Congresso, os Estados Unidos financiariam o projeto com até US$ 63 bilhões em seis anos.

"Apoio firmemente a Iniciativa para a Saúde Mundial", disse o ex-presidente dos Estados Unidos. "Acredito que o projeto esteja bem delineado. Concentra-se no desenvolvimento de sistemas (de saúde)" nos países mais pobres, afirmou na Comissão de Assuntos Exteriores do Senado.

Clinton disse que o GHI representa um passo seguinte ao PEPFAR, um programa de emergência de luta contra a Aids, iniciado em 2003.

O ex-presidente fez ainda uma homenagem ao trabalho da Fundação Gates, que contribuiu para a diminuição dos preços dos medicamentos, entre eles os que ajudam a combater a malária, reduzindo-os de entre US$ 8 e US$ 9 para cerca de 50 a 60 centavos de dólar a dose.

Postado por: Felipe Pinheiro

veja também