Boas escolhas compõem a melhor dieta

Boas escolhas compõem a melhor dieta

Atualizado: Quinta-feira, 8 Maio de 2008 as 12

Não é necessário contar calorias numa dieta. Isso mesmo. O importante é fazer boas escolhas, melhorar na qualidade e na variedade, diminuindo a quantidade. Do contrário, a dieta do caderninho pode se tornar cansativa e quase impossível de ser seguida por muito tempo. O segredo: variar no cardápio. Quanto mais colorido o prato, melhor.

"Contar calorias o tempo todo pode tornar-se um transtorno", explica Bruna Chiarella, nutricionista da Essência Nutricional. Segundo ela, o ideal é tentar seguir a pirâmide alimentar e montar um cardápio específico com o que cada pessoa gosta.

Na base da pirâmide encontram-se os alimentos que devem ser consumidos em maior quantidade. A cada nível acima, a freqüência de consumo e/ou quantidade deve ser restringida nas refeições. O primeiro nível (base) é composto pelo grupo dos cereais, tubérculos e raízes; o segundo apresenta as hortaliças e frutas; no terceiro estão os leites e produtos lácteos, carnes, ovos e leguminosas e, no topo, o grupo dos óleos e gorduras, açúcares e doces.

Os alimentos escolhidos precisam ser distribuídos em seis refeições, em média a cada três horas:

Café da manhã; Lanche da manhã; Almoço; Lanche da tarde; Jantar; Lanche da noite. A alimentação equilibrada deve focar na quantidade e na qualidade. "Procure conhecer as propriedades dos alimentos não apenas se preocupar em saber o número de calorias", diz Bruna. Quem não tem o costume de consumir legumes, frutas e vegetais precisa mudar os hábitos.  

Postado por: Claudia Moraes  

veja também