Cafeína melhora a performance

Cafeína melhora a performance

Atualizado: Quarta-feira, 31 Agosto de 2011 as 8:13

  A relação entre a melhora do desempenho esportivo com o consumo de bebidas a base de cafeína ainda é polêmica. Muitos estudos já analisaram o tema, porém a maioria não chega a um resultado conclusivo. As divergências são a respeito da dose, modalidade esportiva, intensidade, nível de treinamento, consumo prévio da cafeína e dieta pré-experimental.

De acordo com a nutricionista Gabriela Giaconi, a cafeína, aliada a uma vida saudável, pode diminuir quadros de fadiga e enxaqueca, além de estimular atenção, concentração, memória e aprendizado.  O recomendado são três xícaras diárias de café, longe das refeições principais. Isso porque a bebida possui substâncias que atrapalham a absorção de alguns nutrientes.

E para as corredoras? –   O interesse pela cafeína como um agente que melhora o rendimento físico se iniciou há cerca de 20 anos. “Estudos mostraram que ela era capaz de aumentar o desempenho em exercícios de longa duração”, afirma a nutricionista Mariana Klopfer, da consultoria Nutricius.

Ela explica não há uma dose exata para aumentar o desempenho em provas de resistência, pois isso varia de acordo com a sensibilidade de cada pessoa. “Uma forma de avaliar é ficando atenta com a relação entre o café e o sono. Por exemplo, se a corredora tomar determinada quantidade e sentir problemas para dormir, é preciso diminuir a dose”, completa Mariana.

Alguns estudos sugerem ainda que a cafeína possa reduzir as dores no pós-treino. Um experimento da Universidade da Geórgia (EUA) analisou o efeito de 5 mg/kg de peso corporal após o exercício. Mulheres jovens ingeriram cafeína entre 24 e 48 horas após praticarem exaustivamente atividades específicas para os quadríceps e depois realizaram mais duas séries diferentes para a mesma região.  Os resultados indicaram que o seu consumo contribui para retardar e reduzir o aparecimento da dor muscular.

Cuidados com os riscos –   Por outro lado, ingerir bebidas a base de cafeína em grandes quantidades pode desencadear insônia, nervosismo, irritabilidade, distúrbios gastrointestinais e ansiedade. Um estudo do   The Journal of the American College of Cardiology   afirma que duas xícaras de café antes do exercício limitam o fluxo sanguíneo para o coração, o que prejudica o transporte de oxigênio e nutrientes, desencadeando tonturas e desmaios.  

veja também